Especial

O CONTINENTE AFRICANO ILUMINADO PELA LAMPARINA DO AMOR

Dra. Lalini Reddy

O continente africano foi abençoado e atualmente está experimentando a expansão do Amor de Sathya Sai Baba nos vários países.


Lembremos da Declaração Divina feita por Sai Baba quando ele visitou a África em 1968:


“Eu vim acender a lamparina do Amor em seus corações, para que ela brilhe a cada dia com mais esplendor. Eu não vim em benefício de alguma religião em particular. Não vim em uma missão de publicidade para qualquer seita, credo ou causa, nem vim reunir seguidores para nenhuma doutrina. Não tenho planos de atrair discípulos ou devotos ao Meu rebanho ou qualquer rebanho. Eu vim para falar-lhes dessa fé unitária universal, deste princípio espiritual, deste caminho de Amor, desta virtude de Amor, desse dever de Amor, dessa obrigação de Amor.” 

– Sai Baba, 4 de julho de 1968.

 

Quando Sathya Sai Baba pôs seus Pés Divinos no solo queniano em 1968, a caminho de Kampala, ele lançou as sementes para a promoção da Sua Mensagem de Amor, que hoje está se revelando por meio do programa de Educação em Valores Humanos Sathya Sai (EVHSS).
O falecido Sri Victor Kanu e sua querida esposa foram os pioneiros no trabalho de EVHSS na África, com o estabelecimento da Escola Sathya Sai de Ndola, no Zâmbia, em 1990. A escola ficou conhecida como escola “milagrosa”, pois transformava alunos que haviam abandonado os estudos em estudantes exemplares, muitos dos quais retornaram para ensinar na escola. O Instituto Africano de Educação Sathya Sai (IAESS) foi estabelecido nessa época e servia aos países do centro e norte africano.


O continente está experimentando agora um renascimento sem precedentes, uma ampla expansão e a consolidação da EVHSS por meio de esforços do Comitê de Educação da Organização Sathya Sai Internacional (OISS) e do Instituto Sul-Africano de Educação Sathya Sai (ISAESS). O programa de EVHSS está sendo bem recebido pelas comunidades africanas independente de raça, religião e língua.

 

Institutos de Educação Sathya Sai (ISSE) na África
Atualmente, há institutos no Zâmbia e na África do Sul promovendo a EVHSS nos termos das Diretrizes da Fundação Mundial Sathya Sai. Os seguintes institutos estão sendo planejados para suprir a demanda por treinamento em EVHSS:


•    África francófona – a incluir os países de língua francesa, Marrocos, Gabão, Camarões, Ruanda, Costa do Marfim, Benin, República Democrática do Congo, Madagascar, Congo-Brazzaville, Malavi e Togo.
•    África Central – incluindo Nigéria, Serra Leoa, Gana, Tanzânia, Quênia, Uganda e Zâmbia.
•    ISAESS -  está atualmente envolvido ativamente no apoio a muitos países na África.


Treinamento formal de professores em EVHSS
O treinamento em EVHSS é uma função chave dos Institutos Sathya Sai. Estabelecido em 2002, o ISAESS está agora plenamente funcional e é apoiado por facilitadores habilidosos que treinaram até hoje mais de 1000 membros. O ISAESS ofereceu o Diploma Sathya Sai Educare de 2002 a 2004. Desde então, o curso certificatório Introdutório de EVHSS é oferecido em quatro províncias a professores, membros da Organização Sai e da comunidade. O ISAESS treinou recentemente membros no Marrocos, Quênia e Maurício a pedidos.


O curso certificatório de EVHSS inclui a Filosofia de Educare Sathya Sai; os cinco valores humanos básicos; a unidade das religiões; unidade na diversidade; unidade de pensamento, palavra e ação; limite aos desejos; o professor como exemplo; as cinco técnicas de transformação; integração de valores ao currículo, e um ambiente e cultura de amor.


Escolas Sathya Sai
Atualmente existem nove Escolas Sathya Sai reconhecidas na África: três na África do Sul, duas no Quênia, uma no Gana, uma na RDC, uma em Madagascar e uma em Maurício. As escolas estão de acordo com as Diretrizes da Fundação Mundial Sathya Sai, promovendo tanto a excelência acadêmica quanto a humana.


A Escola Sathya Sai de Chatsworth, na África do Sul, é uma escola integral abrangente, indo da Série R à Série 12, e está agora em seu 20º ano de existência. A escola anualmente tem 100% de seus alunos aprovados no exame governamental de saída da Série 12.


A Escola Sathya Sai de Kisaju, no Quênia é uma escola primária residencial clássica e é bem mantida pela Fundação Educacional do Quênia. Uma escola secundária deve ser inaugurada em 2018, e está comprometida com a preservação do meio ambiente. Tanto a escola de Kisaju quando a de Uthiru alcançam altos padrões acadêmicos no Quênia.


O ISAESS oferece apoio profissional às escolas da África do Sul, Quênia, Maurício e Gana.
O Fundo Educacional Sathya Sai da África do Sul oferece consultoria governamental e financeira, de recursos físicos e humanos, ao passo que a Organização Sai da África do Sul oferece a manutenção contínua da infraestrutura, bem como apoio financeiro a todas as três escolas.


Acreditação das Escolas Sathya Sai: O Comitê Internacional de Educação da Organização Sai está atualmente em contato com todas as Escolas Sathya Sai para que passem por um processo de acreditação. As três escolas sul-africanas e a escola de Kisaju tiveram suas visitas de acreditação em junho/julho de 2017.


Escolas de Parceria Sathya Sai: Escolas Parceiras estão surgindo no Quênia, Marrocos, África do Sul e Benin. Essas são escolas públicas ou privadas, em áreas miseráveis ou afluentes, que adotaram o programa de EVHSS.

Escola Sathya Sai de Kisaju, no Quênia.

EVHSS para o Público na África
Oficinas de Liderança para Jovens: Para incutir a disciplina e a motivação de aprender, diretores convidaram o ISAESS para oferecer programas de Liderança e Trabalho em Equipe para jovens, para monitores e estudantes mais velhos. Esse popular programa de dois dias usa uma abordagem do “lado direito do cérebro”, a fim de discutir com senso crítico temas que impactam a vida dos jovens.


Convite do Departamento de Educação da África do Sul: O Gerente de Educação do Distrito de Chatsworth convidou três Membros do Comitê de Educação para falarem a 150 funcionários administrativos de escolas no dia 29 de julho de 2017, sobre o tema “lidando com a disciplina nas escolas”. O ISAESS está agora encarregado do treinamento de todos os professores no distrito.


Após dois anos de treinamento em EVHSS bem sucedido de funcionários sêniores do sistema de ensino da Cidade de King Williams, no Cabo Oriental, o Departamento de Educação convidou o ISAESS a treinar todos os professores do distrito.


Convite do Departamento de Educação do Quênia: Inspirado pela Escola Sai de Kisaju e pelo treinamento de professores em EVHSS do ISAESS, o Secretário de Educação do Distrito convidou o ISAESS a treinar 220 funcionários administrativos de escolas de 11 a 12 de maio de 2017 na Escola de Kisaju. O ISAESS deve agora dar continuidade ao treinamento dessa massa crítica para a implementação da EVHSS pelo Condado de Kajiado, ligando EVHSS à nova Base Curricular Queniana.

Escola Sathya Sai de Chatsworth, na África do Sul.

Material de Treinamento EVHSS
O ISAESS publicou manuais de treinamento em EVHSS e um Guia Escolar SS. As OISS em Maurício e no Marrocos lançaram um CD de músicas sobre valores em inglês e francês. A OISS no Marrocos também traduziu os Manuais de EVHSS do ISAESS para o francês, e está atualmente os traduzindo para o árabe. Os manuais serão compartilhados através do site www.saisse.co.za, além de outros.

Histórias de transformação pela EVHSS na África
Transformação do estudante

 

- De um estudante da Escola Sathya Sai de Kisaju: “Eu entrei nessa escola… porque meu comportamento não era agradável... Eu insultava muitas pessoas... Fui capaz de aprender os valores humanos no primeiro ano... as pessoas ficaram chocadas... Eu disse que todos podem entrar na escola. ... O fundador da escola é Sathya Sai Baba, cuja missão... fazer uma boa sociedade com valores”.
 

- Estudante da 3ª série, Escola Sathya Sai de Newcastle: “As crianças na nossa ocupação esperam ela chegar em casa da Escola Sai. Ela fala para eles sobre os valores e também conta as histórias de valores humanos”.
 

- Estudante da 3ª série, Chatsworth: “Aprendeu sobre ‘seva’ na Escola Sai... faz mais seva com seu pai. Ele e seus primos montaram um grupo chamado ‘os Chettys’... que ajuda a alimentar pessoas carentes”.
 

- Estudante do 6º primário da Escola Sathya Sai de Lagos: “o fogo irrompeu no vilarejo próximo... administradores decidiram ajudar apenas os pais afetados pelo incêndio... Um pequeno garoto viu sua mãe esperando na fila de auxílio aos afetados pelo incêndio. Ele ficou surpreso... sua casa não tinha pegado fogo... Ele informou o professor que a sua mãe não merecia aquela ajuda... A EVH o fez falar a verdade... A EVH sempre o atraiu... ele tinha a responsabilidade de praticar aquilo.”
 

A transformação do professor
- Diretor de Les Ecole Union Prive: “Eu recebi treinamento em EVH junto com muitos colegas... Eu pratico tanto valores humanos universais como nossos valores religiosos mulçumanos... e resolvo muitos conflitos entre os estudantes e suas respectivas famílias... Hoje nós falamos muito sobre violência, competição, guerra, materialismo. O ambiente na escola... positivo e pacífico. Eu vivo em paz, eu vejo beleza em todo, eu me distancio do conflito e eu influencio positivamente minha família e meu ambiente profissional.”


- Ex-diretor da Escola Sathya Sai de Uthiru. Em 2006: “eu estava doente com pneumonia. Às 3 da madrugada, eu vi Swami ao pé da minha cama. Ele estendeu Sua mão e tocou minha costela direita, e eu imediatamente fiquei curado”. Em 2017: “Em um sonho Swami me chamou pelo nome. Baba disse: ‘Há vida para os desamparados nas Escolas Sathya Sai”.


Transformação dos pais
- Escola Sathya Sai de Lenasia South: “Essa escola tornou meu filho uma pessoa melhor e minha família está seguindo as pegadas de Baba”.


- Escola vizinha a Kisaju: “... pelos últimos dez anos, a Escola Sai de Kisaju nunca falhou em produzir bons resultados no Distrito de Kajiado... a conduta dos estudantes é sempre boa... é tida em muito alta estima... agradecer à administração da escola... transformando o comportamento de meninos com maus modos, em cidadãos maduros e responsáveis do futuro. Que o Senhor abençoe essa escola”!


Quase 50 anos após a visita de Sai Baba à África, a lamparina do Amor brilha forte e é nosso dever responder sinceramente ao chamado por Educação Sathya Sai em Valores Humanos, a fim de lidar com os desafios que confrontam os sistemas educacionais e a sociedade como um todo.


– A Dra. Lalini Reddy é Membro do Comitê de Educação do Conselho de Prasanthi, Diretora do Instituto Sul-Africano de Eucação Sathya Sai (ISAESS), Zona 9A (África e Maurício) e Professora de Ciências Aplicadas na Universidade de Tecnologia da Península do Cabo, Cidade do Cabo, África do Sul.

© © 2016-2019 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.