Especial

SISTEMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL BASEADA EM VALORES SRI SATHYA SAI: UMA SAGA DE MAIS DE 50 ANOS

 

Dr. G.S. Srirangarajan

Hoje, a educação se tornou cada vez mais um instrumento para encher as mentes de meras informações. O valor de uma instituição educacional é julgado principalmente pelas colocações que ela pode oferecer e pelo salário que seus alunos podem obter. Os templos da aprendizagem se transformaram em covas de riqueza! Graças ao legado uma educação orientada para o exame e produtora de burocratas advindo das décadas iniciais do século passado, parece que perdemos totalmente de vista o verdadeiro objetivo da educação.

Exclusividade do Instituto de Ensino Superior Sri Sathya Sai
 

É neste contexto que o Instituto de Ensino Superior Sri Sathya Sai assume grande importância como modelo que possibilitou o cumprimento do verdadeiro ideal da educação. O Instituto de Ensino Superior Sri Sathya Sai é uma manifestação visível da visão de educação de Bhagavan para a transformação humana. O Instituto foi reconhecido como uma universidade pelo governo da Índia em 1981. Esta universidade acolhe mais de 1350 estudantes de graduação, pós-graduação e programas profissionais em quatro campi: um para mulheres em Anantapur em Andhra Pradesh (iniciado em 1968) e três para homens – um em Brindavan, Whitefield, Bengaluru (iniciado em 1969), o segundo em Puttaparthi, Andhra Pradesh (iniciado em 1979) e o terceiro em Muddenahalli, Chikaballapur, Karnataka (iniciado em 2012).

Sri Sathya Sai Baba, como parte de Sua missão global de paz e bem-estar de toda a humanidade, concentrou-se em três grandes iniciativas: educação, saúde e assistência social. Consequentemente, ao longo dos anos, estabeleceu várias escolas e faculdades, muitos hospitais gerais e super especializados e iniciou uma variedade de projetos de assistência social. De primordial importância foi o início da Universidade Sri Sathya Sai.


As características distintivas da universidade são:
- Educação integral com igual ênfase nas atividades curriculares e cocurriculares,
- Integrar valores com o conhecimento formal através do currículo e do ensino em sala de aula, currículo este mergulhado na rica cultura Bharatiya (indiana). 
- Um curso de verão sobre cultura e espiritualidade indiana é organizado anualmente para ancorar os jovens nos valores eternos e na cultura gloriosa da Índia. 
- Síntese de ciência e espiritualidade.
- Inculcar o espírito de autossuficiência e serviço à sociedade.
- Atmosfera espiritual que permeia o ambiente disciplinado.
- Sistema residencial obrigatório.
- Política de admissão aberta para todos, independentemente de renda, religião ou região.
- Programas integrados de cinco anos que combinam estudos de graduação e pós-graduação para uma cobertura sistemática e processo de aprendizagem graduado, seguidos por programas de pesquisa de doutorado.
- Educação gratuita para todos os alunos, selecionados com base no mérito.

Enquanto falava em 1981, quando o Instituto recebeu o status de Universidade, Bhagavan Baba disse: “Este Instituto não foi estabelecido apenas para prepará-los para a obtenção de diplomas. O principal objetivo é ajudá-los a cultivar o autoconhecimento e a autoconfiança, para que cada um de vocês possa aprender a se sacrificar e obter a autorrealização. Ensinar o currículo da universidade, prepará-los para os exames e conceder-lhes diplomas universitários - esses são apenas meios empregados para o fim, ou seja, a elevação espiritual, a autodescoberta e o serviço social através do amor e do desapego. Nossa esperança é que, em suas vidas, vocês sejam exemplos brilhantes de consciência espiritual e suas consequências benéficas para o indivíduo e a sociedade”.

Visão de educação de Bhagavan
 

A educação em sânscrito é chamada de “vidya”. O Senhor Krishna diz na Bhagavadgita: Adhyatama Vidya Vidyanam (entre todas as formas de conhecimento, eu sou Atma vidya - o conhecimento do Ser Supremo). É para descobrir e manifestar o conhecimento deste Ser Supremo, concomitantemente com a acumulação de conhecimento secular pelo aluno e com a modelagem de seu eu externo, que o Instituto de Ensino Superior Sri Sathya Sai foi estabelecido.
O Chanceler Fundador da Universidade, Bhagavan Sri Sathya Sai Baba, observa: “A educação tem duas características importantes. Uma é a exposição de fatos relacionados a qualquer assunto. A outra é o desdobramento da personalidade do indivíduo. O primeiro diz respeito à matéria. O segundo diz respeito à energia divina. A educação é uma combinação dos dois. É uma combinação de conhecimento mundano e espiritual. A educação não pode se limitar a encher a cabeça. Tem que derreter o coração, refiná-lo e voltá-lo em direção a Deus. O homem deve ser transformado em um ser humano ideal, com um coração compassivo”.


Hoje, o mundo está cheio de inúmeros problemas - guerra, terrorismo, pobreza, corrupção, intolerância religiosa. Bhagavan diz que a solução para esses problemas não reside em iniciar novos governos ou novos sistemas de educação ou estruturar novas políticas. Está no desenvolvimento de homens e mulheres de caráter forte. É para preencher essa lacuna na sociedade que a Universidade Sri Sathya Sai combina de maneira ideal a educação formal moderna com a sabedoria espiritual antiga para produzir jovens homens e mulheres de bom caráter.
 

Os sistemas educacionais convencionais sobrecarregam os alunos com toneladas de informações que levam mais à agitação do que à transformação. Dão mais conhecimento teórico e menos conhecimento prático. Ensinam que uma molécula de água é constituída por dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio, mas infelizmente não ensinam a usar esse recurso escasso de água de maneira pacífica (um requisito que se tornou crítico hoje). Enquanto as instituições educacionais convencionais se concentram em fornecer conhecimento (fator “cabeça”) e conjuntos de habilidades (fator “corpo”), este Instituto tenta integrar esses dois com um senso de equilíbrio (fator “coração”). Como afirma Bhagavan Baba, “o conhecimento, quando qualificado, leva ao equilíbrio, que por sua vez fornece insights sobre a aplicação do conhecimento em benefício da sociedade”. Ele acrescenta ainda: “O conhecimento não qualificado está morto”. Na opinião de Baba, a educação que não leva ao serviço à sociedade (além do próprio sustento) é absolutamente inútil.


Esta universidade segue princípios muito mais elevados. A ênfase aqui é em 'dar e perdoar' e não em 'conseguir e esquecer'. Destaca as responsabilidades dos jovens e não os seus direitos. Transmite conhecimento prático, ensina aos alunos a cultura de compartilhar e cuidar e promove a convivência pacífica. A menos que a base do conhecimento espiritual seja forte e sólida, qualquer superestrutura de educação secular que seja criada sobre ela não servirá para nada.


Bhagavan Baba define muito sucintamente a espiritualidade como a remoção das qualidades animais, nutrindo as qualidades humanas e manifestando as qualidades divinas nos seres humanos. Esse processo de trazer de dentro as qualidades divinas latentes é definido por Baba como Educare. Educare, de fato, é a própria essência desta universidade.


Para operacionalizar esse conceito de Educare, o Instituto Sri Sathya Sai de Ensino Superior oferece o que agora é comumente conhecido como educação integral baseada em valores. A universidade possui uma política residencial obrigatória para todos os estudantes. O ambiente é semelhante ao antigo sistema indiano de educação Gurukula, situado em um contexto moderno, em que a transferência de conhecimento dentro da sala de aula e a transformação da personalidade fora da sala de aula acontecem em paralelo. Professores e alunos vivem e crescem juntos em uma atmosfera de confiança e unidade mútua. Estudantes de vários estados da Índia e alguns deles de países estrangeiros ficam juntos em acomodações do tipo dormitório. A vida no albergue ensina-lhes virtudes como amor e preocupação, compartilhamento e carinho, compreensão e adaptação.


A educação integral baseada em valores oferecida neste Instituto atende às dimensões física, mental, emocional, intelectual e espiritual da personalidade humana, levando a um crescimento saudável. Nas palavras de Bhagavan Baba, neste Instituto, o meio de instrução é a disciplina e a primeira, segunda e terceira línguas são amor, serviço e sadhana (prática espiritual). O objetivo do Instituto é desenvolver alunos academicamente competentes, socialmente responsivos e espiritualmente conscientes.
 
Desenvolvimento Integral dos Estudantes


O sistema de ensino integral baseado em valores se fundamenta nos cinco pilares, a saber: acadêmico (intelectual), físico, cultural, de serviço e espiritual (devocional). A vida no campus, desde as 5:00 da manhã até as 22:00 da noite, está repleta de várias atividades propositais relacionadas a esses cinco pilares. Um dia típico na vida de um aluno começa de manhã com orações coletivas e meditação. A próxima hora e meia envolve os alunos com atividades físicas, como corrida, yogasanas, exercícios na academia e jogos. Posteriormente, as abluções da manhã são seguidas do café da manhã, os balcões são organizados e a comida é servida pelos próprios alunos. Desde as 9:30 às 17:00, o dia está repleto de atividades acadêmicas com uma hora de intervalo para o almoço. As noites são deixadas livres para os alunos jogarem e se envolverem em várias atividades de serviço no que chamamos de departamentos de autossuficiência. Por exemplo, temos departamentos como biblioteca de albergues, dietética, lojas cooperativas, serviços de fotocópias, multimídia, audiovisual, manutenção etc., onde os alunos oferecem serviços altruístas e adquirem habilidades diversas. Uma vez por semana, os alunos se envolvem em trabalho social dentro e fora do campus, ajudando a manter o campus limpo e arrumado. Todas essas atividades de serviço ajudam a incutir nas mentes jovens um espírito de serviço altruísta, dignidade de trabalho, trabalho em equipe, cooperação e ajuda mútua. Isto é seguido do tempo para o sadhana (prática espiritual), que inclui o canto de bhajans para todas as religiões. O jantar é seguido por horas obrigatórias de estudo, em que os alunos revisam tudo o que foi ensinado durante o dia. O dia termina com uma oração noturna de autorreflexão. Assim, os alunos ficam ocupados o dia inteiro em atividades significativas, sem tempo para qualquer distração física ou mental.


A dimensão intelectual do sistema compreende as contribuições acadêmicas da faculdade relacionadas aos seus respectivos programas acadêmicos; os cursos de conscientização que expõem os alunos à mensagem espiritual de Bhagavan Baba e sua relevância em sua vida cotidiana; a aula de moral toda quinta-feira, que coloca os alunos frente a frente com palestrantes eminentes e renomados, que compartilham suas ideias e pensamentos sobre diversos temas, desde patriotismo, valores espirituais e humanos, desafios da vida, etos e história da Índia; e palestras regulares de oração de alunos e professores sobre diversos tópicos.
 

A dimensão física do sistema compreende esportes, jogos, corrida, exercícios e yogasanas, além de diversas partidas e competições em vários jogos individuais e em equipe e eventos esportivos, espalhados por todo o semestre. Todos esses eventos ajudam a manter os alunos em forma física e mental e trazem o melhor de seus talentos. Essas atividades são concluídas em uma reunião anual de esportes e cultura, realizada de 11 a 15 de janeiro de cada ano, em que todos os alunos do campus se reúnem em Prasanthi Nilayam e oferecem um buquê de itens maravilhosos de esportes, itens de aventura e ginástica ao seu Senhor, Bhagavan Sri Sathya Sai Baba.


A dimensão cultural do sistema inclui a celebração de vários festivais de todas as religiões, demonstrando a unidade das crenças, banda de metais, conjunto Nadaswaram e Panchavadyam, música, teatro e dança, criação de cartões e Rangoli, fotografia, desenho e desenho de cartuns, elocuções e debates e muito mais. Todos esses eventos constroem um forte quociente emocional nos alunos e os tornam muito bons jogadores de equipe, ao mesmo tempo em que nutrem seus talentos ocultos e manifestos. Esses eventos também têm seu ponto culminante no Encontro Anual de Esportes e Cultura mencionado acima, em que os estudantes oferecem uma guirlanda de programas de música, apresentações culturais, peças e danças mitológicas como uma oferenda ao seu Amado Bhagavan.


A dimensão de serviço deste sistema consiste em departamentos de autossuficiência, cobrindo áreas como elétrica, hidráulica, audiovisual, multimídia, dispensário, manutenção dos albergues, artes e ofícios e muito mais. A vivência comunitária no albergue leva os alunos a cultivar o hábito de serviço regular e desinteressado. Todas as sessões de jantar são gerenciadas e organizadas pelos alunos. A comida é feita pelos cozinheiros, mas organizar a comida nos balcões e servir a comida que é consumida diariamente são tarefas dos alunos. Além disso, os alunos realizam a limpeza regular de seus quartos, salas de aula, manutenção de áreas esportivas, jardinagem e assim por diante. As atividades de serviço nas aldeias vizinhas também são adotadas com um objetivo duplo: a) causar algum impacto sobre o povo da vila e, o mais importante, b) sensibilizar os alunos para as oportunidades de serviço que estão à sua frente.


A dimensão espiritual (devocional) do sistema serve como subcorrente para todas as outras dimensões. Os componentes de sua vida cotidiana, que inculcam nos estudantes um sentimento de devoção a um poder superior, incluem bhajans (sankirtan) pertencentes a todas as religiões, cantos védicos e stotras (hinos), meditação e sessão silenciosa, suprabhatam (oração ao amanhecer), oração em assembleia (oração da faculdade), Brahmarpanam (oração da comida) e Kshama Prarthana (oração da noite). A quintessência dessa dimensão é que ela cultiva nos alunos um sentido de humildade e o espírito de dedicar tudo o que eles fazem todos os dias da vida como uma oferta ao poder superior ou ao Senhor. Isso garante que eles se esforcem no que fazem, levando à excelência na ação - Yogah Karmasu Kausalam.


Uma característica única desse sistema educacional é que todos os alunos precisam necessariamente integrar todas as cinco dimensões acima em suas vidas na universidade. Há algum conjunto de componentes nas cinco dimensões que são obrigatórios para todos, como um 'programa mínimo comum'. Além disso, com base na capacidade e no conjunto de habilidades de cada um, os alunos podem escolher participar de um ou mais componentes adicionais em cada dimensão. Na busca de um desenvolvimento abrangente e de uma personalidade bem integrada, em nenhum momento é feito qualquer compromisso com o desempenho acadêmico, que assume o núcleo do processo educacional.

Alunos, Alma Mater e o Mestre
 

Milhares de estudantes tem passado pelos portais desta instituição única nos últimos 50 anos ou mais. Eles deixaram sua marca em todas as esferas da vida. Existem estudantes gerenciando os níveis mais altos do mundo corporativo e empresarial, há estudantes que estão nos serviços administrativos do país, no judiciário, na mídia, nas principais instituições acadêmicas, nos laboratórios de pesquisa de ponta; alguns deixaram sua marca em belas artes e artes cênicas, muitos no mundo dos esportes. No entanto, todos eles permanecem intimamente conectados à sua alma mater. Eles carregam com muito carinho todos os aprendizados reunidos daqui e continuam a praticá-los em suas vidas diárias. Os ex-alunos do Instituto se estabeleceram em todos os continentes do mundo e ganharam grandes louros na forma de feedback positivo e apreciação de seus empregadores. Os ex-alunos foram bem-sucedidos não apenas em sua vida profissional, mas também em sua vida social, pessoal e espiritual e, quando perguntamos, atribuem tudo isso ao seu Chanceler Fundador, Bhagavan Baba, e às contribuições únicas que receberam nesta universidade.


Bhagavan Baba não apenas presenteou esse sistema de educação integral baseado em valores aos alunos; Ele afirma ainda que se entregou aos estudantes. Ele sempre observa: "Minha única propriedade são os meus alunos". Bhagavan, em um de seus discursos no auditório da faculdade em Prasanthi Nilayam, declarou: “Ramakrishna Paramahamsa pode ter tido apenas um Vivekananda. Mas todo estudante que sair desta universidade se tornará um Vivekananda”. Esse é o potencial que Bhagavan Baba vê em cada um de Seus alunos. É responsabilidade dos alunos realizar esse potencial, conquistando Sua graça. Nesta conjuntura crítica em que o mundo está hoje, os "estudantes Sai", como os ex-alunos desta universidade se autodenominam, cumprem sua responsabilidade e fazem o possível para cumprir sua obrigação com a sociedade, misturando-se à sociedade e limpando-a de todos os seus males, para anunciar uma nova era de paz e felicidade.


"Essa tarefa é não tão simples!", pode-se questionar. Mas, talvez seja isso que Arjuna também teria se perguntado no campo de batalha pouco antes do início da Guerra do Mahabharata. Nesse momento, entra o consultor Sanjaya com suas palavras de garantia: Yatra Yogeshwara Krishno, Yatra Partho Dhanurdharah, Tatra Shri Vijayobhutir, Dhruvaneetir Matirmama. Perdoem minha indulgência em tomar a licença para fazer um pequeno ajuste neste versículo do Mahabharata para se adequar ao contexto de nosso querido Bhagavan e Seus alunos: Yatra Yogeshwara Sai, Yatra Chhatra Dharmo Dharaha, Tatra Shri Vijayobhutir, Dhruvaneetir Matirmama. (onde temos nosso Senhor Sai Krishna, e onde Seus alunos sustentam a bandeira do Dharma, aí a vitória, o sucesso e a prosperidade são garantidos).


- O autor é Professor Associado, Departamento de Administração e Comércio do Campus de Brindavan do Instituto de Ensino Superior Sri Sathya Sai.

Mídias Sociais

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Spotify ícone social

© © 2016-2020 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.