Mensagem de Bhagavan no 

Ano Novo Tamil e Vishu

REDIMAM SUAS VIDAS ATRAVÉS

DA REPETIÇÃO DO NOME DE DEUS

 

“A partir deste dia de Ano Novo, contemplem os ideais sagrados demonstrados pelos homens e mulheres no Ramayana e sigam os seus passos. Vocês devem alcançar a felicidade e compartilhá-la com os outros. Defendam a boa reputação de Bharat (Índia). Desenvolvam o sentimento de nacionalidade. Nunca esqueçam sua pátria”, disse Bhagavan em Sua Mensagem de 14 de abril de 2002 por ocasião do Ano Novo Tamil e Vishu.

BHARAT É A TERRA DA UNIDADE E DIVINDADE​

Nesta terra de Bharat (Índia) há muitas mães nobres como Sumitra e esposas virtuosas como Urmila. Desde os tempos antigos Bharat alcançou grande reputação por causa de tais mulheres nobres. No lado norte de Bharat temos a cordilheira do Himalaia como fronteira. Esta terra é santificada pelos rios perenes - Ganga, Yamuna e Saraswati. Esses três simbolizam a tríade de Bhakti, Jnana e Vairagya (devoção, sabedoria e renúncia). Não apenas isso, os grandes épicos desta terra como o Ramayana, o Bhagavata e o Mahabharata brilham como faróis que iluminam o caminho do homem. Eles ensinam como o homem deve moldar sua vida em um modelo ideal.

A bem-aventurança está em vocês, com vocês

Esta terra é o berço de escrituras sagradas como a 

Bhagavad Gita, que deu a mensagem de unidade à humanidade. Esta terra deu origem a almas nobres como Buda, que propagou a mensagem da não-violência. Ele ensinou Ahimsa Paramo Dharma (a não-violência é o Dharma supremo). A sílaba 'Bha' significa luz, esplendor e refulgência. Então, os Bharatiyas (os nascidos na Índia) são aqueles que aspiram à luz e à refulgência divina. Portanto, vocês devem cumprir sua reputação de bharatiyas tornando suas vidas sagradas e alcançando a divindade. Ao fazer uma pesquisa sobre a história sagrada de Bharat, vocês saberão que desde os tempos antigos este país propagou a mensagem sagrada da divindade e conferiu paz e segurança a outras nações.
 

Nenhum indivíduo ou fortuna pode lhes conferir a eterna bem-aventurança. Esta se origina no seu coração. Então, volte sua visão para dentro. Antarbahischa Tatsarvam Vyapya Narayana Sthita (o Deus onipresente está dentro e fora). Ao desenvolver a visão interior, vocês experimentarão automaticamente a eterna bem-aventurança. O homem é Ananda Pipasi (aquele que aspira obter felicidade). Ele não precisa ir em busca da felicidade. Ela está nele e com ele. A bem-aventurança não está relacionada ao corpo.

Este corpo é um antro de impurezas e propenso a doenças; está sujeito a alterações de tempos em tempos; ele não pode atravessar o oceano de Samsara (ciclo de nascimentos e mortes). 

Ele não é nada além de uma estrutura de ossos. Ó, mente! Não esteja sob a ilusão de que o corpo é permanente. Em vez disso, refugie-se nos divinos pés de lótus. 

(Poema em Télugo)

Como esse corpo pode lhes dar felicidade eterna? Somente os pés de lótus do Senhor podem lhes conceder a verdadeira felicidade. Atualmente não há devoção nem sentimento de rendição entre os bharatiyas. As pessoas estão iludidas pelos objetos mundanos, físicos e efêmeros. Eles são capazes de obter alguma felicidade com isso? Não. A escuridão da ignorância é a causa raiz da ilusão do homem. Como vocês podem entender o princípio Satvico (serenidade) quando estão imersos em Tamo Guna (indolência)?

Defendam a antiga glória de Bharat (Índia)

Vocês nunca devem se esquecer da história sagrada de Bharat. Não a deixe de lado dizendo que é algo muito antigo. Não é fácil entender os princípios sutis contidos em nossa história. Vocês podem ter lido o Ramayana muitas vezes mas vocês compreenderam a nobreza de Sumitra e a sacralidade de Urmila? Hoje, as pessoas se lembram dos nomes de Kaikeyi e Manthara, mas não do nome de Urmila, que demonstrou ideais sagrados. Ela permaneceu no mesmo aposento em que estava quando Lakshmana partiu para a floresta por quatorze longos anos  até o seu retorno. Ela nunca teve desejos mundanos. Sendo filha do rei Janaka, ela não possuía apego ao corpo. O rei Janaka era conhecido como Videha, aquele sem apego ao corpo. Quando você investigar profundamente, saberá que existem muitos segredos ocultos no Ramayana. Mas os próprios bharatiyas não estão fazendo nenhum esforço para entendê-los. Uma vez uma pessoa, depois de ouvir muitos discursos sobre o Ramayana, foi solicitada a dizer o nome da consorte de Rama. Ele respondeu: “Senhora Rama”, uma vez que ele não se lembrava do seu nome. Esse é o triste estado das coisas. Bharatiyas estão levando uma vida de ignorância. Eles estão ignorando sua cultura ancestral e estão sendo levados pelo modernismo.

 

Vocês tem apenas um amigo e Ele é Deus. Existe apenas um texto sagrado, que é a história antiga da Índia. Você tem de estudar esse texto sagrado; não estrague sua mente lendo romances sem sentido. Somente aquele que purificou seu coração é que pode incutir sentimentos sagrados.

 

Hoje vocês estão comemorando o início do ano novo. Mas, de fato, vocês devem tratar cada segundo como o começo de um ano novo. Muitas pessoas estão preocupadas com as mudanças que o Ano Novo trará nos campos social, político e econômico. Mas nenhuma mudança ocorrerá. Qualquer alteração, caso ocorra, não esperará a chegada do Ano Novo. De fato, muitas mudanças estão ocorrendo a cada momento. Vocês podem se perguntar quais são as grandes mudanças que aconteceriam neste novo ano. O que aconteceu no ano anterior também aconteceria este ano. Não é preciso se preocupar com essas coisas. Vocês devem se preocupar que não exista transformação em seus corações, embora os anos estejam passando. Vocês tem que se livrar das más tendências em seus pensamentos, palavras e ações. Vocês devem celebrar a chegada do Ano Novo com sentimentos nobres e divinos. Vocês devem experimentar a bem-aventurança visualizando o princípio não-manifesto Átmico neste mundo visível.

 

A partir deste dia de Ano Novo, contemple os ideais sagrados demonstrados pelos homens e mulheres do Ramayana e sigam seus passos. Vocês devem alcançar a felicidade e compartilhá-la com os outros. Defendam a boa reputação de Bharat (Índia). Desenvolvam o sentimento de nacionalidade. Nunca esqueçam sua pátria. Se alguém lhes perguntar quem vocês são, não precisam dizer que sou Ramaiah, Krishnaiah, etc. Vocês devem proclamar orgulhosamente que são Bharatiyas (aquele que nasceu em Bharat, Índia). Ramaiah e Krishnaiah são Pettinna Perlu (nomes dados ao corpo), enquanto que Bharatiya é seu Puttina Peru (o nome adquirido pelo nascimento). Quem é um Bharatiya? É aquele que tem intenso amor por Deus. Bharat é o centro de paz e segurança. Aquilo que não está presente em Bharat não está presente em nenhum outro lugar no mundo. Nenhum outro país alcançou uma reputação tão nobre quanto Bharat. A glória deste país deve ser mantida.


Entendam o significado interno de comemorar o dia de ano novo

Sigam os ensinamentos do Ramayana e tornem suas vidas sagradas. Este épico sagrado tem uma grande mensagem a transmitir. Muitas histórias não resistiram ao teste do tempo, mas o Ramayana, apesar de milhares de anos terem-se passado, continua sempre fresco na mente das pessoas. O nome Rama foi dado pelo Santo Vasishtha. Quando vocês pronunciam a palavra 'Ram', primeiro abrem a boca com o som 'Ra'. Todas as suas qualidades perversas saem quando suas bocas estão abertas. Quando vocês pronunciam 'M' fechando a boca, a entrada é barrada contra as qualidades perversas que saíram. Este é o significado interno de cantar o Nome de Rama. Neste dia de ano novo, vocês aprenderam muitas coisas novas. Santifiquem suas vidas colocando em prática o que aprenderam aqui.


(Bhagavan cantou o Bhajan, "Hari Bhajan Bina Sukha Shanti Nahin ..." Depois disso, Bhagavan acrescentou):


Encarnações do Amor!

Ontem foi o Dia do Ano Novo Télugo, Ugadi. Hoje, estamos comemorando o Dia do Ano Novo Tamil e também o Dia do Ano Novo Malayalam - Vishu. Os nomes são diferentes, mas o significado interno é um e o mesmo. A celebração de um festival não significa apenas acordar cedo pela manhã, tomar um banho sagrado, vestir roupas novas, comer pratos doces etc. Quando vocês entendem o significado interno deles, vocês celebram os festivais em seu sentido verdadeiro.

- Extraído do discurso de Bhagavan do ano novo Tamil e Vishu em 14 de abril de 2002 em Brindavan, Bengaluru.

© © 2016-2020 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.