Especial

HOSPITAL MÓVEL SRI SATHYA SAI... UM MODELO MÉDICO 'COMOVENTE' PARA A HUMANIDADE

Dr. K. Narasimhan

O impacto do serviço é tremendo. Na frente curativa, ele deu uma sensação de grande segurança às pessoas que vivem em quase 300 aldeias em torno de Puttaparthi. As pessoas que vivem nesse cinturão sentem que têm um hospital gratuito de alta qualidade, seja em sua soleira, seja bem próximo a elas durante, pelo menos, metade do mês. É uma dádiva para pacientes com enfermidades crônicas que não poderiam jamais sonhar em comprar remédios em regime contínuo. Os serviços de prevenção criaram uma enorme onda de conscientização sobre os temas mais importantes de saúde. 

Bhagavan Sri Sathya Sai Baba é conhecido em todo o mundo por Seu compromisso incansável com projetos gigantescos nos campos da educação, assistência médica e abastecimento de água potável segura para as massas. Todos esses serviços são prestados absolutamente sem custos para a humanidade como um todo, independente de religião, raça ou credo.

Três Fases da Missão de Assistência Médica de Bhagavan

A gênese da Missão do Serviço Médico Sri Sathya Sai pode ser organizada em três fases distintas. Na primeira fase, Bhagavan deu início aos Hospitais Gerais em Puttaparthi e Bengaluru, para prestar assistência médica primária e secundária. 


A Missão de Assistência Médica de Bhagavan deu um passo largo, por assim dizer, quando Ele decidiu que mesmo a assistência médica terciária, como cirurgias cardíacas abertas, procedimentos neurológicos, etc., têm que ser prestados isentos de custo para os pobres e necessitados. Um Hospital de Super Especialidade equipado com equipamentos de nível mundial foi inaugurado em exatamente um ano, em novembro de 1991, o que de outra forma levaria anos para ser concluído. Outro Hospital de Super Especialidade foi construído em Bengaluru em 2001. Esses hospitais gêmeos prestam a assistência médica mais avançada absolutamente livre de custo, nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Cardiotorácica, Neurologia, Neurocirurgia, Urologia, Ortopedia, Oftalmologia, Cirurgia Plástica, etc.

A compaixão de Bhagavan desconhece limites. Sendo assim, Ele declarou em 2005 que essa assistência médica de alta qualidade não devia apenas ser prestada, mas ser “entregue”. Isso foi o começo do conceito de Serviços de Alcance Rural, na forma de hospitais móveis, e marcou a terceira fase de Sua Missão de Assistência Médica.


Funcionamento Inovador do Hospital Móvel


Apesar da existência do Hospital Geral, Bhagavan foi enfático em dar início ao Hospital Móvel, para prestar serviços médicos aos aldeões nos arredores de Puttaparthi, por quatro razões. Primeira, a incapacidade dos aldeões de ir a Puttaparthi, apesar dos problemas mórbidos de saúde, devido a estarem envolvidos em trabalhos para ganhar seu sustento diário. Segunda, Ele sentiu que frequentemente falta alguém em casa para levar os idosos ou cidadãos de maior idade aos hospitais, quando adoecem. Terceira, muitos moradores não tinham dinheiro suficiente para cobrir os custos de transporte e, finalmente, havia um desconhecimento enorme relacionado a questões de saúde e doença.


O Hospital Móvel Sri Sathya Sai começou, assim, como um serviço de saúde holística gratuito, de alcance rural, em 30 de março de 2006. O serviço funciona de 1º  a 12 de cada mês, em 12 pontos nodais ou aldeias de base, localizadas em seis Mandals em torno de Puttaparthi. Cada aldeia nodal é um ponto central para 40-50 aldeias. Uma população de 500.000 pessoas, espalhadas por 400 aldeias de mais de 12 Mandals, recebe o benefício desse serviço.
 

O hospital é único por ser administrado, quase totalmente, numa base voluntária. Cerca de 350 médicos de Andhra Pradesh de 12 especialidades dedicam suas habilidades e agem num sistema de rotatividade. A cada dia, de 15 a 18 médicos estão de serviço, auxiliados por 40 funcionários de apoio, incluindo técnicos, farmacêuticos, enfermeiros, gerentes e assistentes, muitos dos quais são aldeões que foram treinados para os diferentes trabalhos.
 

O ponto de destaque do hospital é o ônibus de diagnóstico, que tem um Ultrassom com Doppler Colorido, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Raio-X digital (CR) e um laboratório que pode fazer a maioria das pesquisas patológicas e bioquímicas. A presença desse apoio de diagnóstico confere qualidade e credibilidade ao trabalho.


O serviço inteiro é feito, de forma inovadora, com o Hospital Móvel instalado na escola da aldeia (a escola permanece fechada naquela data, todo mês e, em vez do habitual, funciona no segundo sábado, que seria um feriado). Literalmente, um hospital é criado a cada dia e, no final do dia, levanta âncoras e parte para o próximo ponto nodal.


O Hospital Móvel é configurado com cinco seções: Recepção, Registro, Seção de Trabalho Médico, Diagnóstico e Farmácia. A Seção de Trabalho Médico funciona nas salas da escola e seis departamentos são criados: Clínica Geral, Cirurgia, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Odontologia e Oftalmologia.


Cada um desses Departamentos conta com o complemento de todo o equipamento necessário para seu funcionamento efetivo e recebe alimentação elétrica sem interrupção, retirada do ônibus de diagnóstico, que tem um gerador interno de 15 KW.  


Todo o trabalho do Hospital Móvel é computadorizado. Uma rede de Intranet é criada todo dia em cada um dos pontos nodais. Permite integração, sem conexão física, entre vários departamentos do SSSMH (Hospital Móvel Sri Sathya Sai), à medida que ele se desloca de um ponto nodal para outro. A captura da informação demográfica e do histórico do paciente, junto com os relatórios de laboratório e medicação fornecem referências históricas, além de permitir o planejamento para os meses seguintes.


Já que o programa era externo, visualizava-se uma agenda mais ampla quando se determinava a ideologia ou o tema orientador do serviço. Concebeu-se uma abordagem triangular, consistindo de ação curativa, foco preventivo e base espiritual, não sendo a meta apenas a cura das doenças, mas a promoção da saúde e da felicidade. 


O cuidado curativo efetivo se dá devido à presença de especialistas em 12 especialidades, que cuidam amorosamente de 500-600 pacientes em cada um dos pontos nodais.  A abordagem em cada um dos Departamentos é absolutamente proativa. 


Exemplos desse tipo de trabalho são: o Departamento de Odontologia fazendo procedimentos como obturações, tratamento de canal da raiz (RCT), dentaduras parciais removíveis (RPD), conjunto completo de dentaduras, com a ajuda de incorporações tecnológicas como cadeira odontológica inovadora e disponibilidade de material dentário necessário. 


O Departamento de Obstetrícia e Ginecologia realiza procedimentos como Papanicolau, biópsias do colo do útero, rastreamento de câncer de colo do útero, seguido por crio-cirurgia ou procedimentos de LEEP. Por volta de 15.000 mulheres foram, até agora, rastreadas e também tratadas (nos casos necessários).


No Departamento de Medicina Geral, o foco especial é concentrado em doenças não contagiosas e em enfermidades crônicas, como diabetes, hipertensão, doença do coração, doença da tireoide, asma, etc. Existe um software especial para cada uma dessas enfermidades no qual os dados são introduzidos e armazenados. A empresa Honeywell Computers fez um portal para diabetes no qual os dados são introduzidos e transmitidos ao servidor no Hospital de Super Especialidades. Os dados podem ser visualizados e analisados através do programa.
 

No que diz respeito à tuberculose, hanseníase e HIV, há um trabalho cooperativo excelente com as agências do governo. Os pacientes clinicamente suspeitos passam por testes de sangue, raios-X, USC ou procedimentos como FNAC e biópsia, que são enviados, com os relatórios, às agências do governo, como os Centros DOTS de Tuberculose e Hanseníase e aos Hospitais designados do Governo do Estado para drogas anti-retrovírus. O trabalho de acompanhamento, como adequação da droga, investigações de revisão, continua a ser feito pelo Hospital Móvel.
Pacientes com problemas cirúrgicos são diagnosticados e avaliados e, depois que o perfil cirúrgico é feito, eles são operados pelos cirurgiões do Hospital Móvel no Hospital Geral Sri Sathya Sai, em Puttaparthi, do dia 1º ao dia 5 de cada mês. Algumas das cirurgias feitas são: a Geral, ENT, Ginecologia, Oncologia, Pediatria. 


Os pacientes com câncer são, ainda, grandemente beneficiados pelo trabalho facilitador do Hospital Móvel na forma de exames como FNAC, biópsia de cunha, biópsia de excisão, etc., seguido por estudo histopatológico, já que a produção desses relatórios para a agência os habilita para indicação imediata aos centros designados para serviços de cuidados terciários. Em pós-procedimento, esses pacientes ainda são acompanhados no Hospital Móvel. Por exemplo, após reparos de válvula cardíaca pelo Hospital Sri Sathya Sai de Super Especialidades ou por hospitais designados pelo governo, os pacientes passam por testes periódicos de tempo de protrombina e recebem drogas anticoagulantes num regime sem interrupção. Um excelente mecanismo de acompanhamento contribui para o cuidado de qualidade que é prestado em cada um dos Departamentos. O módulo dedicado de indicação permite ao HMSSS rastrear pacientes de vários hospitais e fazer acompanhamentos.
 

Os pacientes que precisam de testes de diagnóstico como ultrassonografia, raio-X, pesquisas patológicas e bioquímicas são enviados ao Ônibus de Diagnóstico, que fica situado um pouco afastado da Área de Trabalho dos Médicos. Foi feita uma inovação em testes sanguíneos que não podem ser feitos no Ônibus, em que amostras são coletadas e entregues aos laboratórios no Hospital de Super Especialidades Sri Sathya Sai, para teste e relatório, assegurando, assim, que o objetivo de prover um serviço amoroso na própria porta do paciente seja alcançado. Todavia, para testes de superiores imagem como CT Scan e MRI Scan, os pacientes são enviados ao Instituto de Ciências Médicas Superiores Sri Sathya Sai, com cartas de apresentação e acompanhados de relatórios. A integração com o Hospital de Super Especialidades ajuda na criação de uma estação central de dados ao mesmo tempo que provê uma plataforma para o Hospital Móvel cessar os testes de laboratório mais prontamente. 
 

O trabalho curativo é ainda mais reforçado por uma farmácia forte que assegura que os pacientes com enfermidades crônicas como epilepsia, diabetes, hipertensão, doença do coração, asma, etc. recebam medicação ininterrupta e continuamente (por um mês, até a visita do próximo mês). Isso tem uma implicação muito útil já que o tratamento efetivo previne sérias complicações como retinopatia diabética, nefropatia, etc., o que significaria um sofrimento maior para o paciente e uma despesa enorme para o governo.

Educação em Prevenção de Doenças


O trabalho preventivo do Hospital Móvel consiste na educação em saúde, que é feita tanto intensiva quanto extensivamente. Seis grandes temas de ensino são: limpeza (ambiental, do lar e individual), nutrição, ar e água saudáveis, prevenção de hábitos como fumo e alcoolismo, exercício físico adequado e relaxamento mental. Grande foco é mantido em NCDs (doenças não contagiosas) e doenças relacionadas ao estilo de vida. A educação nestes temas é feita no nível individual, familiar e comunitário usando uma variedade de ferramentas como apresentações audiovisuais, sessões demonstrativas, encontros interativos, exibição de fotos, etc.


A educação é administrada em três ocasiões diferentes. Primeiro, ela é feita antes do início dos serviços de cura, em todo ponto nodal. A presença de aldeões de 30 a 40 aldeias ajuda na veiculação da mensagem para surtir efeito em uma grande população. Segundo, durante o serviço de cura, especialistas diferentes vão para as áreas de espera dos pacientes, de vez em quando, e os educam sobre assuntos relativos às suas especialidades. Terceiro, a Educação em Saúde é realizada ao entardecer de cada dia, quando os aldeões chegam do seu trabalho. A aldeia toda é abordada em nível comunitário por meio de um programa realizado em um ponto central da aldeia com o uso de ferramentas audiovisuais como projetor LCD de tela de 16 mm, documentários intercalados com falas formais e informais por médicos. O trabalho de Educação em Saúde é feito não apenas por médicos, mas também por voluntários que foram treinados e designados como Educadores de Saúde.


No que diz respeito à nutrição, um subconjunto de pacientes, como crianças mal nutridas e mulheres grávidas, recebe suplementos nutricionais como Proteína Sai, que é uma receita rica em proteína, facilmente digestível. Pode ser feita com ingredientes disponíveis em casa.
Outro trabalho preventivo são os serviços de pesquisa que visam detectar enfermidades assintomáticas ou condições pré-malignas.  A técnica de rastreamento de câncer de colo de útero aprovada recentemente pela Organização Mundial da Saúde, chamada método VIA, é feita diariamente pelo Departamento de Obstetrícia e Ginecologia. O método inclui tanto diagnóstico quanto tratamento. O trabalho cooperativo com uma ONG Internacional chamada PINCC (Prevenção Internacional Para Câncer da Cervical), com base nos EUA, resultou nessa prática útil. 


A base espiritual do serviço inclui motivar os aldeões quanto à importância do pensamento positivo, dos valores humanos e de práticas antigas como prece e meditação, as quais promovem boa saúde. É realizada uma variedade de programas nesse sentido. 

 

Finalmente, o Hospital Móvel, após estabilizar-se em todas as frentes, agora está se aventurando em pesquisa, associado com o Instituto Sri Sathya Sai de Educação Superior. Há dois projetos em andamento. O primeiro é o “Estudo Retrospectivo dos dados do Hospital Móvel, de abril de 2012 a março de 2018”. O segundo é “Associação entre as duas Doenças Endêmicas, Fluorose e Problemas da Tireoide”. O Hospital Móvel é rico em material clínico e por isso é um lugar ideal para os acadêmicos.

Serviço médico móvel em uma aldeia.

Impacto do Serviço de Alcance Rural


Com esta abordagem holística, 90% dos problemas de saúde da comunidade são resolvidos porque a abordagem é profissional, proativa e integrada e cuida das enfermidades comuns, enfermidades crônicas, enfermidades evitáveis, doenças assintomáticas e doenças endêmicas. Somente os pacientes que necessitam de intervenções cirúrgicas são tratados nos hospitais de base.


O impacto do serviço é tremendo. Na frente curativa, deu uma sensação de grande segurança às pessoas que vivem em cerca de 300 aldeias em torno de Puttaparthi. As pessoas que vivem neste cinturão sentem que têm um hospital gratuito de alta qualidade, ou em sua soleira ou bem perto dela, durante, pelo menos, a metade de um mês. É uma dádiva para pacientes com enfermidades crônicas que nunca poderiam sonhar em comprar medicação numa base continuada. Os serviços preventivos criaram uma enorme onda de conscientização sobre itens importantes da saúde, o que se traduz em uma mudança lenta de hábitos para melhor. A componente espiritual do serviço fortaleceu os vínculos da comunidade e tem relembrado às pessoas que o pensamento positivo e a prática dos valores humanos levam a uma saúde e felicidade crescentes. A participação da comunidade também é boa, com os aldeões ajudando nos arranjos logísticos em cada um dos pontos, e muitos deles tornando-se participantes do serviço.


Os médicos e paramédicos consideram este serviço uma grande oportunidade de mostrar sua gratidão à sociedade que os sustenta e educa. Eles também o consideram como sua forma de mostrar amor por Bhagavan Sri Sathya Sai Baba, que os inspirou e motivou com Seu próprio exemplo, a adotar esta senda de servir de modo altruísta os companheiros humanos.
 

O Hospital Móvel Sri Sathya Sai, na verdade, não é apenas um serviço rural de estado-da-arte, mas também um serviço de cuidado amoroso de estado-do-coração.

 

- O autor é o Diretor do Hospital Móvel Sri Sathya Sai de Puttaparthi.

© © 2016-2019 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.