Pensamento para o dia - novembro 2017

 

1° de novembro de 2017

“Não ceda às armadilhas de amigos ou à sociedade ou a convenções sociais inapropriadas e se torne presa do tabagismo e de outros hábitos tão ruins. Eles destroem a saúde, a felicidade, a energia e até o charme. O fumo desfigura seu rosto e denigre seus pulmões. Isso o debilita e o torna doente. O corpo é o templo do Senhor. Mantenha-o em condições boas e fortes. Esta gaiola de esqueleto ou corpo é o Hasthinapuram, onde temos o rei cego, Dhritarashtra, o símbolo da ignorância, bem como Yudhistira, o símbolo da sabedoria. Deixe as forças de Yudhistira vencerem com a ajuda de Sri Krishna. Deixe a língua, acostumada ao amargor do fruto de amargosa dos triunfos mundanos e desastres, experimentar o doce amor da lembrança do nome do Senhor. Experimente isso e você ficará surpreso com o resultado. Você poderá sentir a grande melhoria em paz e estabilidade em você e ao seu redor. Aprenda esta fácil lição, fique imerso na alegria e deixe os outros também compartilhar essa alegria com você.” (Discurso Divino, 2 de setembro de 1958)

Sathya Sai Baba

2 de novembro de 2017

“Em todos os países, a ênfase está no padrão de vida e não na qualidade de vida. Uma vez que você se volta para o caminho da felicidade mundana, você será levado a um crescente descontentamento, competição, orgulho e ciúmes. Basta parar por um momento e examinar sua própria experiência: se você está mais feliz quando você se enriquece, e se você ganha mais paz quando suas necessidades são satisfeitas. Então, você testemunhará a verdade de que um padrão de vida melhorado não é garantia de felicidade. Nem a educação, o domínio da informação ou a aquisição de habilidades garantem a equanimidade mental. Na verdade, em todos os lugares, você encontra o homem educado mais descontente e mais competitivo do que o não educado. Portanto, o restabelecimento da retidão (dharma) é a necessidade urgente em todas as partes do mundo de hoje.” (Discurso Divino, 23 de abril de 1961)

Sathya Sai Baba

3 de novembro de 2017

“Deus o dotou de um corpo e, portanto, cada membro e órgão dos sentidos é digno de uma atenção reverente. Cada um deve ser usado para Sua glória. O ouvido deve exultar quando tiver a chance de ouvir as maravilhosas histórias de Deus. A língua deve exultar quando puder louvá-Lo. Fora isso, sua língua é tão efetiva quanto a das rãs no banco pantanoso que croam dia e noite! Um animal (pasu) sente medo; uma fera (mriga) aterroriza! Ter medo de alguém ou algo é uma tendência animal e assustar os outros é uma tendência demoníaca. Você não deveria ter nenhum desses! Seu corpo humano é dado a você para um grande propósito - para realizar o Senhor que está dentro. Se você possui um carro totalmente carregado em boas condições de funcionamento, você o manteria na garagem? Você não dirigiria para onde você precisa ir? Assim também, aprenda a usar as faculdades do corpo, dos sentidos, do intelecto e da mente, e alcance o seu objetivo!” (Discurso Divino, 2 de setembro de 1958) 

Sathya Sai Baba

4 de novembro de 2017

“A causa raiz de todos os problemas é a mente descontrolada e mal dirigida. Como o rio Godavari nas inundações, a mente rola, causando escorregas e deslizes, devastando vastas áreas em ambas as margens. A discriminação e o desapego são as duas margens que dominam a energia louca da inundação (sua mente) e levam as águas furiosas ao mar (Divindade), que é realmente o destino que elas procuram. Nenhum de vocês deve fazer qualquer tentativa de fugir dos deveres de sua estação e status. Em vez disso, lembre-se de cumprir com esses deveres como adoração, como ofertas de sua inteligência, habilidade, qualidades e pensamentos e sentimentos aos pés do Senhor em um espírito de gratidão pela chance dada, sem qualquer vestígio de egoísmo ou sentimento de apego aos frutos das ações. As ações obrigatórias devem ser realizadas, onde quer que você esteja, com cuidado e sinceridade. Quando você faz isso, elas conferem a você a tão necessária discriminação e desapego.” (Discurso Divino, 23 de abril de 1961)

Sathya Sai Baba

5 de novembro de 2017

“Reunir-se com colegas peregrinos e aspirantes próximos é uma rara sorte. Cada um é um templo, com o Senhor instalado em seu coração, estando ciente disso ou não. O Senhor é descrito na escritura Purusha Sukta como "mil cabeças". Isso não significa que ele tenha apenas mil cabeças e nada mais, nada menos. Isso significa que o Senhor está presente em milhares de cabeças com apenas um coração amoroso, e dá vida e energia a todos! Ninguém deve se considerar separado dos outros. Todos estão ligados pela mesma força vital, o mesmo sangue que flui através de inúmeros corpos. Esta é uma mensagem preciosa, um ensinamento muito especial da Religião Eterna (Sanatana Dharma), que a maioria infelizmente se esqueceu. Isto é o que o mundo precisa hoje! Apegue-se a Deus com fervor. Então todas as pessoas em todos os dias serão sagradas e especiais para você!” (Discurso Divino, 18 de fevereiro de 1966)

Sathya Sai Baba

6 de novembro de 2017

“Você vê a morte tirando pessoas ao seu redor, mas você não se treina para encontrá-la calmamente, bravamente e com prazer quando se trata de você. A maioria das pessoas tem vislumbres de discernimento e desapego, e elas logo esquecem o chamado, ignoram-no ou escondem-se com excessos ou desculpas. Um passo a frente e um passo para trás - a jornada não as leva longe. Mesmo que alguns adotem práticas espirituais, a estabilidade está ausente. Como uma bola de linha que escorrega da mão para o chão e se solta porque o aperto não é firme, as práticas desaparecem. Apenas um esforço constante trará sucesso aqui, como em todos os outros casos. Como você pode esperar um sucesso rápido no controle da mente? É muito difícil superar seus caprichos, pois ela tem muitas faces e é muito obstinada. Somente a perseverança constante domará sua mente, e é somente por meio de uma mente domesticada que você pode experimentar Deus.” (Discurso Divino, 23 de abril de 1961)

Sathya Sai Baba

7 de novembro de 2017

“Não se envolva na malha de ‘eu e meu’. Assim que seu ego for suprimido, nesse mesmo momento seguirão imediatamente duas consequências: a liberdade do sofrimento e a aquisição de contentamento! Para alcançar esta grande consumação, você deve dar um passo após o outro de forma persistente. Os bons feitos, como a adoração ritual, a repetição de nomes sagrados, a meditação, a observância de votos, etc., são os "passos" essenciais. Os bons pensamentos como a oração por maior discernimento, mais chance de servir os outros, etc., o ajudarão imensamente! Lenta e progressivamente, purifique a sua mente, aguce o intelecto, purifique os sentidos e você vai conquistar a graça. Trate os idosos e os doentes que estão em meio a você com algum cuidado especial. Aqueles que são jovens e robustos devem confortá-los e lhes dar as chances que merecem. Observe as regras disciplinares prescritas para o seu bem e se beneficie! Você veio ao Senhor, motivado pelo Amor (prema). Cultive-o assiduamente e viva nesse amor.” (Discurso Divino, 18 de fevereiro de 1966)

Sathya Sai Baba

8 de novembro de 2017

“Você deve se tornar seu próprio tutor. Treine-se usando a centelha da sabedoria que foi implantada em você. Depois de tentar com todas as suas forças, a Graça do Senhor estará lá para ajudá-lo adiante. O primeiro passo na disciplina espiritual é purificar sua fala. Converse docemente, sem raiva. Não se vanglorie de sua erudição ou realizações. Seja humilde e ansioso para servir. Conserve a fala e pratique o silêncio. Isso o salvará de disputas, pensamentos inativos e facções. Pratique a atitude de alegria quando os outros estão alegres e de dor quando outros à sua volta estão tristes. Deixe seu coração se mover em empatia. Mas a alegria e o sofrimento devem ser traduzidos em serviço, não deveriam ser meras emoções. Quando o sol nasce, nem todos os lótus no lago florescem. Apenas os botões crescidos abrem suas pétalas. Outros aguardam seu tempo. É o mesmo com as pessoas. As diferenças existem por causa da falta de maturidade, mas lembre-se, todos os frutos vão amadurecer e cair algum dia. Todos os seres atingem seu objetivo, por mais lento que eles caminhem ou mais tortuosa que sua estrada seja!” (Discurso Divino, 23 de abril de 1961)

Sathya Sai Baba

9 de novembro de 2017

“Pessoalmente, Eu posso dizer: Eu verto mais bênçãos sobre aqueles que Me criticam ou Me difamam. Pois, aqueles que espalham falsidades sobre Mim geram alegria. Sou feliz por ser a causa da exultação e da alegria deles! Você também deve aceitar essa linha de argumentação e ser muito feliz quando alguém gera alegria difamando você. Não responda difamando essa pessoa, pois a cadeia de ódio irá ligar os dois e arrastar ambos para baixo. A vida se tornará uma tragédia. Conquiste a raiva pela força; conquiste o ódio pelo amor. Não alimente raiva com retaliação; não alimente o ódio com fúria. Esqueça e perdoe tudo o que aconteceu entre vocês até esse momento. Comece agora um novo capítulo de amor e fraternidade. Bondade é Divindade. Nunca fale mal dos outros, use seu tempo espalhando amor e em ajuda mútua. Amor, Amor, Amor, primeiro Amor. Ame enquanto durar a vida.” (Discurso Divino, 28 de abril de 1975)

Sathya Sai Baba

10 de novembro de 2017

“Não há qualquer uso em contar os segundos e minutos ao fazer namasankirtan (ato de cantar o nome de Deus) pensando: ‘eu fiz namasankirtan por tantos minutos e tantos segundos’. Meera orou sinceramente ao Senhor Krishna: "Swami, mergulhei profundamente no oceano e consegui a pérola do seu nome divino. Não deixe esta valiosa pérola escorrer da minha mão e cair de volta no oceano. Tendo nascido neste mundo, deixe-Me cantar a glória do nome divino constantemente e santificar minha vida!" Algumas pessoas que participam de bhajan dizem: "Hoje eu não estou bem. Tenho dor de garganta devido à tosse e ao resfriado. Eu não sou capaz de cantar." É verdade que você pode estar sofrendo de resfriado e tosse. Mas, você certamente pode cantar interiormente. Faça isso. Isso lhe dará força suficiente. O nome divino é muito sagrado.” (Discurso Divino, 13 de novembro de 2007)

Sathya Sai Baba

11 de novembro de 2017

“O poder do nome divino é incomparável. Uma vez que você busca refúgio nos pés de lótus de Deus, você nunca deve desistir. Onde quer que você vá, os pés divinos o protegerão. Se você instalar o nome divino firmemente em seu coração, sua vida se santificará. Essa é a verdadeira devoção (bhakti). Esse é o seu poder (shakti). Isso dará libertação (mukti). É apenas para fazer as pessoas perceberem essa verdade que a prática espiritual de akhanda bhajan é prescrita para devotos pelo menos uma vez por ano. A palavra 'akhanda' implica em cantar o nome divino sem parar durante 24 horas. Durante Akhanda Bhajan, você pode ir para casa para qualquer propósito, por exemplo, para se alimentar. Mas, continue a fazer namasmarana enquanto cuida de qualquer atividade em sua casa. Você pode atender a todas as suas necessidades, lembrando constantemente de Deus ao fazê-las. Essa é a essência da mensagem do Senhor Krishna na Gita: "Mam anusmara yuddhya ca" (mantenha-Me sempre em mente e lute até o fim).” (Discurso Divino, 13 de novembro de 2007)

Sathya Sai Baba

12 de novembro de 2017

“Existem dois tipos de Bhajans - um é Khanda Bhajan, Bhajans feito por um período específico ou por um período limitado, e o outro é Akhanda Bhajan, que envolve a contemplação constante de Deus na parte da manhã, à tarde e até a noite - é incessante contemplação em Deus durante todos os três estados - desperto, sonho e sono profundo. É "sarvada sarvakaleshu sarvathra Harichintanam", isto é, pensar no Senhor em todos os momentos e em todos os lugares. O nome divino é muito potente. Cada um dos vários nomes de Deus tem em si um tipo de poder específico. Se você deseja aproveitar esse poder e obter um benefício duradouro, você deve participar de Akhanda bhajan. Você é muito afortunado de participar desse Akhanda Bhajan. Esta é uma grande oportunidade. Se você fizer bom uso, sua vida será santificada. O Akhanda Bhajan global é mantido apenas para este propósito a cada ano.” (Discurso Divino, 13 de novembro de 2007)

Sathya Sai Baba

13 de novembro de 2017

“A Verdade é Deus, a Fé é Deus, o Amor é Deus; Viva em Amor. Se você apenas cultivar estes três, você pode conseguir qualquer coisa. Você pode encontrar muitas perdas e dificuldades na vida. Você pode padecer muito sofrimento. Mas, você nunca deve desistir da verdade, da fé e do amor. Perda, sofrimento e dificuldades são como as ondas no oceano da vida. Eles simplesmente vão e vêm. Mas, a água no oceano sempre está lá. Por isso, desenvolva a fé da "água", ou seja, a Divindade. Seus pensamentos são como nuvens a passar. Portanto, mantenha sua fé firmemente focada em Deus. Se você desenvolver amor e fé para com Deus, não há nada no mundo que você não possa alcançar. Pela fé e pelo amor, você pode até mudar a terra para o céu e o céu em terra. O poder do nome divino é incomparável. As pessoas costumam levá-lo de forma superficial. Isso é um erro.” (Discurso Divino, 13 de novembro de 2007)

Sathya Sai Baba

14 de novembro de 2017

“Sem aprofundar o significado de tudo o que acontece ao redor, as pessoas levam vidas superficiais. Se as pessoas apenas meditassem sobre a realidade da própria existência, conhecimento e alegria, estabeleceriam um firme contato com a Fonte de toda existência, todo conhecimento e toda felicidade. Sem dar o primeiro passo para a auto-indagação, como se pode obter a auto-satisfação, poder infinito e sabedoria? Você tem o seu poder para fazer de seus dias na terra um caminho de flores, em vez de um caminho de espinhos. Reconheça o Divino Residente em cada coração e a vida será calma, suave e doce. Deus será a fonte do Amor em seu coração e nos corações de todos com quem você entrar em contato. Adore todos como você adora Sai. Permita às outras pessoas tanta liberdade quanto a que você gostaria de desfrutar; faça aos outros o que você gostaria que fizessem a você. Essa é a soma e substância do Sadhana.”  (Discurso Divino, 11 de maio de 1975)

Sathya Sai Baba

15 de novembro de 2017

“Hoje não há amor entre velhos e jovens em casa; as crianças não reverenciam os pais. Esse declínio moral prejudicará a unidade e a força. O declínio moral é pior do que o declínio militar; isto levará a um desastre ainda maior. Se você sempre meditar no "meu e eu", como você pode ser útil para os outros? O sacrifício é o "sal" da vida; é o segredo da paz e da alegria. 'Go’ significa os sentidos; então, o nome 'Go-pala' (um dos nomes de Deus) significa, aquele que controla os sentidos. E, por que eles deveriam ser controlados? Para que eles não impeçam o sacrifício. Todos os sentidos são egocêntricos e egoístas. Eles devem ser educados para serem direcionados para dentro, em direção ao Atma Universal. Isso é adquirido confiando os sentidos a Gopala (Deus). Todos devem passar pelo sat-karma ou boas ações, no reino da expansão do Amor e, a partir do Amor, aprendam a lição de sacrifício, dedicação e entrega ao Senhor Supremo.” (Discurso Divino, 27 de maio de 1965)

Sathya Sai Baba

16 de novembro de 2017

“Sua vida é uma longa viagem. Você deve ter menos bagagem (desejos) nesta jornada da vida. Portanto, é dito: ‘menos bagagem mais conforto, faz da viagem um prazer’. Você tem muitos desejos. O que você obtém deles? Existem regras para os limites em relação à terra e à propriedade. Mas existe alguma regra que você observa para exercer um limite sobre seus desejos? Limite aos desejos é a necessidade da hora atualmente. Significa exercitar o controle sobre seus próprios desejos. Você pode ser verdadeiramente feliz apenas quando seus desejos forem controlados. Você está sob a noção equivocada de que a felicidade está na realização de desejos. Mas, na verdade, a felicidade começa a surgir quando os desejos são totalmente erradicados. Reduza seus desejos, dia após dia. Quando você reduz seus desejos, você avança muito rapidamente para o estado de renúncia, paz e bem-aventurança.” (Discurso Divino, 14 de março de 1999) 

Sathya Sai Baba

17 de novembro de 2017

“Mude o ângulo da sua visão. Quando você pratica ver o mundo do ponto de vista da onipresença do Divino, você será transformado. Você experimentará o poder do Divino em tudo na criação. Você não pode esconder nada de Deus. Muitos imaginam que Swami não vê o que estão fazendo. Eles não percebem que Swami tem um milhão de olhos. Até seus olhos são divinos. Mas você não está ciente de sua verdadeira natureza. Quando você tiver fé em si mesmo, você terá fé em Deus. Perceba que não há nada além do poder de Deus. Ame Deus com essa fé suprema. Então você será atraído para Deus. Isso precisa de pureza. Um ímã não pode atrair um pedaço de ferro coberto de ferrugem. Do mesmo modo, Deus não atrairá para Si uma pessoa impura. Por isso, mude seus sentimentos e pensamentos e desenvolva a convicção de que Deus está em todos os lugares e em todos os seres.” (Discurso Divino, 27 de fevereiro de 1995)

Sathya Sai Baba

18 de novembro de 2017

“Você constrói uma casa e instala portas nela, não é? Depois de instalar as portas em sua casa, você permitirá que animais como burros, porcos, cobras e escorpiões possam entrar em sua casa, só porque as portas estão lá? Não! Mesmo que eles tentassem entrar, você os afastaria e fecharia a porta, não é? Do mesmo modo, controle a porta do seu coração. Se você fechar a porta do seu coração para as características malignas, elas não poderão entrar. Você não deve se irritar com ninguém, nem criticar nem prejudicar ninguém. Se, por qualquer motivo, surgirem tais circunstâncias, controle-se. Quando a raiva o dominar, suprima-a imediatamente, considerando-a seu pior inimigo. É dito: "A raiva é o seu inimigo, a paciência é o seu escudo de proteção e a felicidade é o seu céu". Preencha seu coração com amor e compaixão. Quando você preencher seu coração com amor, você verá Deus em todos os lugares. Por falta de amor, você verá apenas demônios em todos os lugares!” (Discurso Divino, 2 de maio de 2006)

Sathya Sai Baba

19 de novembro de 2017

“O dia das Senhoras é comemorado neste dia para aprofundar as qualidades sagradas das mulheres e divulgá-las. Embora a Terra seja uma, as plantas variam de acordo com as sementes semeadas. O útero da mãe simboliza a Mãe Terra. Como é a semente do pensamento semeada, assim também será o fruto que ela produz. Assim, a mãe deve promover bons pensamentos, palavras e ações. Só então ela pode criar filhos virtuosos. Aryamba era um exemplo de virtudes. Ela passava todo seu tempo na contemplação de Deus e na realização de ações nobres. Como resultado, Sankaracharya nasceu para ela. Sankaracharya pôde se tornar Jagadguru (professor do mundo) por causa dos pensamentos virtuosos de sua mãe. Almas nobres como Vivekananda e Ramakrishna Paramahamsa puderam atingir posições exaltadas em suas vidas apenas devido aos sentimentos sagrados de suas mães. É por causa dos sentimentos da mãe que as crianças se tornam boas ou ruins. É por causa dessas mulheres que as crianças seguem o caminho da retidão.” (Discurso Divino, 19 de novembro de 2000)

Sathya Sai Baba

20 de novembro de 2017

“A verdade é imutável, independentemente do tempo e do lugar. Onde quer que vocês estejam, a verdade é verdade, o amor é amor! Se vocês têm amor, a verdade automaticamente se tornará parte de vocês e vice-versa. Vocês são todos nascidos com amor. Mas infelizmente, à medida que crescem, o amor desinteressado em vocês gradualmente começa a diminuir, e o ódio e o ciúme começam a aumentar. O ciúme é um atributo muito ruim. Isso não somente prejudicará os outros, mas também causará danos a vocês também. Por isso, nunca deem espaço para tais características malignas germinarem dentro de vocês. Esforcem-se para cultivar boas qualidades como amor e verdade. Somente então vocês poderão experimentar paz ininterrupta. Quando vocês desenvolvem a fé firme de que Deus está em vocês e que vocês são Deus e que seu próprio corpo é o templo de Deus, então não haverá nenhum espaço para ira, ciúmes, orgulho, etc., para incomodá-los. Por isso, amados, desenvolvam amor e compaixão.” (Discurso Divino, 2 de maio de 2006)

Sathya Sai Baba

21 de novembro de 2017

“Santifique sua vida ao desenvolver o controle dos sentidos. É apenas porque as pessoas não têm controle sobre seus sentidos e não têm limites para seus desejos que há muita agitação e inquietação na sociedade. Muitas pessoas vagam pela sociedade como animais. Você não deveria ficar assim. Sempre que surgirem alguns pensamentos maus, você deve lembrar-se de que é um ser humano e não um animal. A raiva é uma característica animal. Quando os animais se irritam, eles lutam uns com os outros. Infelizmente, hoje em dia, os seres humanos também estão lutando entre si como animais. Os animais têm um motivo e uma estação, mas os seres humanos não têm motivo, nem temporada e se comportam pior que os animais. Sendo um ser humano, você deve cultivar qualidades humanas e não ficar com raiva! Mesmo se a raiva o dominar, você deve tentar se tornar calmo e quieto. Não perca a calma. Quando você cultiva a calma, você nunca se agitará e ficará inquieto.” (Discurso Divino, 2 de maio de 2006)

Sathya Sai Baba

22 de novembro de 2017

“É essencial que os alunos compreendam porque a moral e a espiritualidade desapareceram da sociedade. Educação sem caráter, ciência sem valores humanos, comércio sem ética e política sem verdade são responsáveis pela erosão da virtude. Os alunos têm o dever de desenvolver o amor à pátria e restaurar esses valores esquecidos. A educação de hoje torna a pessoa inteligente, mas não incute a virtude. Os alunos transformam suas cabeças (mastakam) em livros (pustakam) sem praticar valores humanos. Não há nenhum benefício em transformar sua cabeça em um livro ou vice-versa. Reconheça o caminho da Verdade e demonstre-o no dia a dia. O mundo precisa de pessoas imbuídas de integridade. Tudo o que é aprendido deve culminar em comportamento. A vida hoje é baseada em shows, despesas e conforto. Os problemas da humanidade podem ser resolvidos não por dinheiro ou ciência, mas somente pela humanidade. As pessoas devem transformar-se para viverem como seres humanos.” (Discurso Divino, 20 de maio de 1991)

Sathya Sai Baba

23 de novembro de 2017

“Manifestações do Divino! Vocês estão comemorando hoje o aniversário de Swami e alcançando a bem-aventurança divina (ananda) através de vários programas realizados com entusiasmo; mas, na verdade, não tenho nenhum desejo de considerar este como um dia especial! Tal desejo não existe em Mim em qualquer momento, nesta ou em qualquer outra residência temporária. Não preciso de nada, por maior ou menor que seja neste Universo! Eu vim com um propósito: revelar a todos vocês o mistério de sua realidade e o objetivo de sua vida! O que vocês devem colocar diante de Mim como oferenda é o Puro Amor interior. Quando vocês Me oferecem isso, eu obtenho Ananda! A partir de hoje, passem seus dias e anos em atividades que ajudem e cuidem daqueles que estão em extrema necessidade e tornem essa existência humana valiosa e frutífera. Conduzam-se adequadamente e realizem o objetivo de sua vida. Minhas bênçãos a vocês!” (Discurso Divino, 23 de novembro de 1974)

Sathya Sai Baba

24 de novembro de 2017

“Nos tempos atuais, não há ninguém completamente bom e, então, quem merece a proteção de Deus? Todos estão contaminados pela perversidade! Alguém sobreviverá se Deus decidir extirpar o mal? Portanto, Eu tenho que corrigir o buddhi (intelecto) por vários meios. Tenho que aconselhar, ajudar, comandar, condenar e ficar em espera como amigo e simpatizante para todos, para que eles possam desistir de propensões malignas, reconhecer o caminho reto, trilhá-lo e alcançar o objetivo. Tenho que revelar às pessoas o valor dos Vedas e das escrituras que estabelecem as normas. O caminho mais fácil para a auto realização é a rendição do ego. Arjuna se rendeu e, assim, a guerra em que ele se envolveu se transformou em um yajna, um sacrifício! Daksha realizou um yajna, mas estava tão cheio de egoísmo que optou por não se render! Então, seu yajna foi transformado em uma guerra cheia de ódio. Não oponha seu pequeno ego contra o Todo-Poderoso. Deixe isso para Sua Vontade e você desfrutará de uma paz duradoura.” (Divino Discurso, 23 de novembro de 1964)

Sathya Sai Baba

25 de novembro de 2017

“Pode-se dizer que o karma do nascimento anterior deve ser consumido neste nascimento e que nenhuma graça pode lhe salvar. Evidentemente, alguém lhe ensinou a acreditar desse modo. Eu asseguro-lhe, você não precisa sofrer assim pelo karma. Quando a dor severa atormenta, o médico dá-lhe uma injeção de morfina (analgésico), e você não sente a dor, porém ela está lá em seu corpo. A graça é como a morfina; a dor não é sentida, embora você passe por ela! A Graça tira a malignidade do karma a que você se submete. Assim como os remédios com validade são declarados ineficazes após uma determinada data, com a Graça o efeito do karma torna-se nulo, embora a conta esteja lá! Por isso, é errado dizer que o ‘Lalata likhitam’ (destino escrito na testa) não pode ser neutralizado. A Graça pode superar qualquer coisa; nada pode impedir o seu caminho. Lembre-se, é a graça do 'Todo-poderoso'!” (Discurso Divino, 23 de novembro de 1964)

Sathya Sai Baba

26 de novembro de 2017

“Todos agora estão em busca de conforto e prazer. Isso parece ser o mais importante. Se você diz às pessoas que podem comer o que quiserem e o tanto quanto quiserem, elas ficam satisfeitas. Se você adicionar que elas podem desenvolver, como consequência, uma doença ou outra, elas vão tratá-lo como um inimigo! Nenhum regime ou controle é popular. Mas a força é derivada apenas do controle, da restrição e da regulação. As pessoas tornam-se resistentes e capazes de suportar apenas se elas acolhem as dificuldades. Lute e você terá a força para ter sucesso. Procure a base para o visível no invisível. O arranha-céu tem uma fundação profunda alcançando a terra. Este mundo visível tem como base o Paramathma invisível (Supremo Senhor)! Seu corpo é o instrumento dotado por Deus pelo qual você pode pesquisar, investigar e descobrir essa base.” (Discurso Divino, 23 de novembro de 1964)

Sathya Sai Baba

27 de novembro de 2017

“Eu direi hoje o que é benéfico a você, o que você deve colocar na prática diária. Desenvolva a renúncia em relação às suas próprias necessidades e desejos. Examine cada um na pedra de toque da essencialidade. Quando você acumula coisas no seu apartamento, você apenas promove a escuridão e o pó. Igualmente, não colete e armazene muitas coisas em sua mente. Viaje leve. Tenha o suficiente para sustentar a vida e manter a saúde. O pappu (prato de lentilhas) deve ter apenas uppu (sal) suficiente para torná-lo saboroso; não estrague o 'dal' com sal extra. A vida torna-se difícil de suportar se você adicionar muito desejo a ela. Limite seus desejos à sua capacidade e, entre eles, escolha aqueles que concedam alegria duradoura. Não persiga moda e aprovação pública e drene seus recursos. Fique atento ao seu próprio código de regras que regula a sua vida com base no seu progresso espiritual. Coloque as necessidades e as alegrias dos outros em primeiro lugar, como mais importantes que as suas!” (Discurso Divino, 19 de agosto de 1964)

Sathya Sai Baba

28 de novembro de 2017

“O Senhor Krishna demonstrou que se você praticar o exercício espiritual de viver na presença constante de Deus, você estará fadado a alcançar a vitória. Tome-O como seu cocheiro. Ele o conduzirá pelas querelas mais difíceis. Ele não tem favoritos ou rivais. Como o fogo, Ele espalha o calor para todos perto Dele. Se você não sentir o calor, não O culpe: culpe-se! Hiranyakashipu disse: "Ele não está em nada" e Deus não estava em lugar algum para ele; Prahlada afirmou: 'Ele está em toda parte', e Ele apareceu de dentro do pilar para provar que ele estava certo. Deus não correu para o pilar para sair de dentro dele! Ele estava lá o tempo todo, assim como em todo o resto! Ele se tornou visível! Eu também sou assim; se você me aceitar e disser sim, Eu também respondo e digo: "Sim, sim, sim"! Se você negar e disser, não, Eu também ecoo, "não". Venha, examine, experimente e tenha fé. Essa é a melhor forma de se beneficiar Comigo.” (Discurso Divino, 23 de novembro de 1964)

Sathya Sai Baba

29 de novembro de 2017

“Não desvalorize seus talentos. Quando você mergulha profundamente em si mesmo, pode descobrir a fonte de todas as forças. Formigas rastejando sobre uma enorme rocha, milhões delas, podem esculpir um sulco profundo ao longo do caminho. As minúsculas pernas da formiga têm esse poder. Você pode ter visto nas paredes ao redor dos poços da aldeia, buracos profundos produzidos em lajes de granito pela colocação contínua de potes de água! Os potes são feitos de barro, mas ao longo dos anos eles desmancham até mesmo o granito mais duro! A encarnação do Eu Superior (Atma-swarupa) que você é não é uma encarnação da insignificância (alpa-swarupam)! O Atma não é anêmico. É um poderoso dínamo, capaz de gerar enorme poder. Seu professor espiritual (Guru) mostra o objetivo (guri), mas, você deve gerar o poder você mesmo, pelo seu próprio esforço espiritual.” (Discurso Divino, 23 de novembro de 1964)

Sathya Sai Baba

30 de novembro de 2017

“A abelha paira em torno do lótus, senta-se sobre ela, bebe o néctar. Ao beber o doce amor intoxicante, ela é silenciosa, firme, concentrada e se esquece de tudo. Esse amor puro (prema) é experimentado pelo Eu interior, que é o reflexo do Eu real, da sua Alma Divina (Atma). Todo indivíduo se comporta exatamente como a abelha quando está imerso na presença de Deus. O zumbido da abelha cessa e ela fica em silêncio quando começa a beber o néctar. Igualmente, as pessoas argumentam, lutam, condenam e afirmam apenas até descobrir a doce essência da Divindade (rasa). Rasa ou essência divina é prema rasa, a doçura do amor puro. Onde há amor, não pode haver medo, ansiedade, dúvida e ashanti (ausência de paz). Quando você está afligido por inquietação e agitação, você pode ter certeza de que seu amor está estreito, restrito e tem algum ego ou egoísmo misturado nele.” (Discurso Divino, 26 de fevereiro de 1968)

Sathya Sai Baba

© © 2016-2019 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.