Pensamento para o dia - maio 2019

1° de maio de 2019

“Serviço tornou-se uma palavra corriqueira, mas seu valor está sendo esvaziado pela hipocrisia daqueles que a utilizam. Verdadeiramente, somente aqueles que sentem agonia ao ver a dor e o sofrimento, o desalento ou a doença, têm o direito de oferecer serviço. Tais pessoas não servem aos outros, mas a si mesmas, já que buscam remover, da forma mais rápida e inteligente possível, a sua própria agonia. O serviço é o remédio que necessitam para aliviar o sofrimento que as preenche ao ver o sofrimento alheio. Sintam que vocês estão servindo a si mesmos, que estão subjugando seu próprio ego. Do contrário, o serviço fortalecerá a sua autoestima e fará surgir um senso de superioridade, ambos espiritualmente danosos.” (Discurso Divino, 21 de abril de 1967)

Sathya Sai Baba

2 de maio de 2019

“O amor que você tem cultivado por homens, mulheres e objetos precisa ser sublimado em adoração pura e divina. Então, ele será transmutado em Amor a Deus (bhakti). Convença-se de que o Senhor está em você, como o condutor da carruagem, segurando as rédeas dos cinco cavalos (os sentidos) e dando orientação constante, como fez quando Arjuna suplicou a Ele que guiasse e liderasse. Com isso, será fácil convencer-se de que o mesmo condutor está guiando e liderando todos os outros homens e até mesmo os outros seres. Quando você estiver firmemente estabelecido nessa fé, você se tornará livre de ódio e malícia, ganância e inveja, raiva e apego. Ore ao Senhor para que fortaleça essa convicção e essa fé; Ele abrirá os seus olhos à Verdade e revelará que Ele é o Eterno Condutor (Sanathana Sarathi) em todos. Essa revelação lhe concederá felicidade (ananda) incomparável e confirmará seu parentesco com a multiplicidade da Criação.” (Discurso Divino, 31 de julho de 1967)

Sathya Sai Baba

3 de maio de 2019

“Cada um de vocês deve transformar seu próprio coração na Morada da Paz Suprema (Prashanti Nilayam). A transformação deve começar neste exato momento. Analise suas palavras, ações e pensamentos e livre-se daqueles que prejudicam você e os outros. Cultive a fortaleza (sahana), a paz estável (shanti) e a verdade (satya). Atualmente, sua mente flutua e se curva diante de todos os objetos do Universo, recusando-se a permanecer em apenas uma ideia: Deus. Como a mosca que se senta no que é limpo e sujo, negando a si mesma a oportunidade de sentar-se em brasa quente, sua mente também foge de todos os pensamentos sobre Deus. A mosca será destruída quando se sentar nas chamas. Da mesma forma, a sua mente será destruída quando habitar em Deus. A mente é feita da mesma matéria do desejo. Quando a mente torna-se inexistente, você se torna livre. Os desejos cessam quando Deus se apropria da mente. A morte da mente ou sua fusão com o Senhor é chamada de mano-nigraha.” (Discurso Divino, 26 de setembro de 1965)

Sathya Sai Baba

4 de maio de 2019

“O simples fato de ter uma forma humana não faz de uma pessoa um ser humano. O que importa é a conduta e o comportamento, não é? Da mesma forma, a mera obtenção de conhecimento livresco não torna uma pessoa realmente educada. Tal educação mundana possui uma natureza negativa. Deve-se fazer uma distinção entre educação e educare. Educação se limita aos níveis físico e mental. A educação tem como foco a informação, ao passo que educare está voltado para a transformação. Assim como a fonte dos rios Krishna e Govadari é o mar, a educação tem suas raízes em educare. O conhecimento físico e mundano está relacionado com a educação. Educare está relacionado com os nossos sentimentos e a pureza de coração. Nossa fala, canções e modo de vida (matta, patta e batta) devem originar-se no coração. Essa é a essência de educare. Mesmo obtendo vários diplomas, se lhe faltar pureza de coração, você não poderá ser chamado de verdadeiramente educado.” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 2006)

Sathya Sai Baba

5 de maio de 2019

“Neste mundo, não existe amor maior que o amor de mãe. Esse amor é saturado de imenso poder. Contudo, esse princípio sagrado de amor materno está sendo negligenciado nos dias de hoje. As mães estão sendo tratadas como servas. Quando os pais se tornam idosos, devem ser tratados com amor e carinho. Ao invés disso, eles estão sendo enviados para lares de idosos. Aquele que maltrata seus pais está fadado a passar pelo mesmo sofrimento nas mãos de seus filhos. Assim como é o sentimento, também será o resultado (Yad bhavam tad bhavati).  Qualquer ação que faça retornará a você na forma de reação, reflexo e ressonância. Ame sua mãe. Então, você será amado por todos. Assim como é a semente, também será a planta. Portanto, em primeiro lugar, desenvolva amor sagrado e altruísta. Tome cuidado para não macular seu amor com egoísmo e interesses próprios. Quando todos compartilharem o amor puro entre si, o mundo inteiro será preenchido com alegria, paz e felicidade.” (Discurso Divino, 6 de maio de 2006)

Sathya Sai Baba

6 de maio de 2019

“Para atender aos três nobres desejos da Mãe Eshwaramma, Eu forneci água potável, não apenas para Puttaparthi, mas também para todos os vilarejos do entorno. A pequena escola que fundei é uma grande universidade agora. O pequeno hospital que construí se transformou em um hospital de Super Especialidades. Mãe Eshwaramma derramou lágrimas de alegria quando soube que seus desejos foram realizados de maneira grandiosa. Ela levou uma vida de felicidade e contentamento, e deu seu último suspiro em paz. O primeiro e principal dever de todo filho é satisfazer aos desejos da mãe e fazê-la feliz. Em segundo lugar, sirva ao próximo de acordo com suas possibilidades. Você não precisa assumir qualquer atividade de serviço que esteja além de seus meios e capacidade. Em terceiro lugar, se você encontrar seus vizinhos em sofrimento, ofereça-lhes consolo. Tente ajudá-los e fazê-los felizes. É isso que Eu espero de vocês. Eu exorto todos vocês a praticar esses três princípios de serviço, vivenciar a bem-aventurança e compartilhá-la com todos.” (Discurso Divino, 6 de maio de 2006) 

Sathya Sai Baba

7 de maio de 2019

“É dito que o corpo é o templo (deho devalaya). Você carrega um templo no qual Deus ocupa o santuário mais íntimo. O corpo não é uma massa de carne e ossos. Ele é um canal para a entoação de mantras (palavras ou fórmulas sagradas), que salvam quando se medita sobre eles. Ele é um instrumento sagrado, conquistado após longas eras de lutas, equipado com razão e emoção, capaz de ser usado para a libertação da dor e do mal. Honre-o como tal e o mantenha em boas condições, para que ele possa servir a esse propósito elevado. Preserve-o, com mais cuidado ainda do que essas casas de tijolos, e sempre preserve a convicção de que ele é um instrumento e nada mais. Use-o somente com o propósito para o qual ele foi projetado e dado.” (Discurso Divino, 3 de fevereiro de 1964)

Sathya Sai Baba

8 de maio de 2019

“Você deve ter devoção resoluta por Deus. Sua fé deve ser total e incondicional. Se a sua fé ficar abalada com os solavancos do caminho, você ficará confuso e perturbado. Mantenha seus desejos sob controle. Desejos ilimitados o afastarão da Divindade. A aniquilação dos desejos levará você ao princípio da unidade. Você deve continuamente desenvolver virtudes e levar uma vida meritória. Compreenda o propósito da educação e aja de acordo com ele. Somente então, seu nascimento como ser humano será significativo. Uma lâmpada pode iluminar muitos. Da mesma forma, um coração preenchido com amor pode iluminar muitas vidas. As pessoas escolarizadas não devem desprezar aqueles sem instrução. Se elas forem verdadeiramente educadas, tratarão a todos com igualdade e desenvolverão a unidade. Onde há unidade, há pureza. Quando unidade e pureza estiverem presentes, você necessariamente vivenciará a Divindade. Amor é a base para a unidade. Saiba que as diferenças crescem onde o amor puro está ausente.” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 2006)

Sathya Sai Baba

9 de maio de 2019

“De hoje em diante, desenvolva sentimentos nobres. Siga pelo caminho sagrado. Assim, certamente seu futuro será seguro e estará protegido. Quando Eu vejo todos vocês, Meu coração transborda em bem-aventurança (ananda). A felicidade está na união com Deus. Portanto, contemple Deus incessantemente. Nunca dê espaço à ansiedade ou a preocupações. Não pense: “Será que eu passarei nas provas?”.  Não dê chance ao desespero e ao desânimo sob nenhuma circunstância. Não tenha pensamentos vacilantes ou atitudes negativas. Tenha fé em Deus. Orações sinceras a Deus ajudarão você a conseguir qualquer coisa na vida. Ore fervorosamente todos os dias. Esforce-se para estabelecer fé e devoção sólidas em você e compartilhe-as com seus semelhantes. Cumpra seu dever e enfrente qualquer situação com coragem. Então, obrigatoriamente, o resultado será bom. Isso fará Deus muito feliz. Amor é Deus. Viva em amor. Eu estou sempre com vocês, em vocês, acima de vocês e ao redor de vocês.” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 2006)

Sathya Sai Baba

10 de maio de 2019

“Quando Krishna dançou na cabeça da serpente Kaliya, todo o veneno foi vomitado e a serpente foi subjugada. A propósito, Eu devo acrescentar que vocês devem deixar seus corações tão suaves e macios como a cabeça da cobra. Quando Deus é reverenciado, o mundo e todos os seus gases venenosos diminuem e você restabelece sua saúde original. Faça o nome e a forma escolhidos do Senhor dançarem no seu coração. Krishna não tinha apego aos objetos dos sentidos (vishayavasana), então Ele pôde mergulhar no lago, pular na cabeça da serpente Kaliya, pisoteá-la e extrair seu veneno. Quando você está afundado na lama, como você pode tirar outra pessoa que caiu nela? Não seja capturado. Salve-se, apenas por recorrer a Deus, que está livre dos objetos dos sentidos e na margem a sua espera. Segure a mão Dele, e Ele resgatará você em segurança e o manterá a salvo em solo firme.” (Discurso Divino, 6 de setembro de 1963)

Sathya Sai Baba

11 de maio de 2019

“Você deve ser humilde, porém forte para resistir à tentação. Não ceda, como um covarde, às insinuações dissimuladas dos sentidos. Seu tempo na escola não deve ser usado somente para acumular informações e conquistar certas habilidades, que lhe darão uma renda com a qual poderá viver. Ele também deve ser usado para dominar a arte de ser contente e calmo, sereno e corajoso. Na escola, você deve também cultivar uma sede ardente por conhecer a verdade do mundo e de seu próprio ser. Suas palavras devem ser como mel, seu coração deve ser tão macio quanto a manteiga, sua visão da vida deve ser como a lâmpada, que ilumina e não confunde. Seja como o árbitro no campo de futebol, assistindo ao jogo, julgando a partida de acordo com as regras estabelecidas e sem se afetar com o sucesso ou a derrota de um time ou de outro.” (Discurso Divino, 13 de março de 1964)

Sathya Sai Baba

12 de maio de 2019

“O ouro, com o qual uma tornozeleira foi feita, pode se tornar o ouro de uma coroa na cabeça de uma divindade no templo, mas ele tem que ser derretido no cadinho e golpeado para assumir essa forma. Todos vocês sabem que Krishna é o Deus com a flauta (Murali-Madhava). E o que exatamente é a flauta? Você deve ser a flauta. Deixe o sopro de Krishna passar através de você, produzindo uma música encantadora, que derrete corações. Entregue-se a Ele. Torne-se oco, sem inclinações, sem ego e sem desejos. Então, Ele mesmo virá buscá-lo carinhosamente e o colocará – como a flauta – nos Seus lábios e soprará Seu doce alento através de você. Permita que Ele toque qualquer canção que seja de Seu agrado. Deixe sua mente habitar sempre em Krishna. Santifique cada palavra e ação, preenchendo-as com o amor a Krishna ou a qualquer outro nome e forma que você dê ao Senhor que ama.” (Discurso Divino, 6 de setembro de 1963)

Sathya Sai Baba

13 de maio de 2019

“Eu ouvi vozes discordantes e sussurros indagando: se Sathya Sai Baba é realmente Divino, por que o reservatório de água de Bukkapatnam fica seco durante a maior parte do ano? Alguns de vocês aqui podem ter ouvido tais declarações, feitas por pessoas irresponsáveis, que não têm conhecimento sobre o funcionamento das Leis Cósmicas. É realmente uma ideia absurda! Por que Eu deveria despender Minha graça especialmente neste reservatório? A proximidade gera maior apego? Não! O universo inteiro é Meu. Todos os lugares estão igualmente próximos de Mim. Contudo, se eles se afastarem dos caminhos virtuosos, todos estarão igualmente longe! A proximidade de Deus nunca pode ser medida em quilômetros. A menos que as pessoas deste vilarejo tenham depositado quantias de dinheiro no banco, como o banco poderá honrar os cheques que elas sacam? Pergunte a si mesmo com sinceridade: você depositou devoção ao Senhor, prestou serviço à sociedade e teve fé em sua prática espiritual? Somente então, você poderá recorrer à Graça, que foi conquistada por tais esforços!” (Discurso Divino, 13 de março de 1964)

Sathya Sai Baba

14 de maio de 2019

“A água do rio pode estar suja, porém, o devoto que a beber entoando em seus lábios um mantra ou um hino em louvor a Deus a transmutará em água santificada. O corpo se torna saudável por meio de exercício e trabalho. A mente se torna saudável pela contemplação devotada, pela lembrança do nome divino (namasmarana) e pela disciplina regular e bem planejada, aceita e executada com alegria. A não violência é o arroz, a dedicação é a farinha de grão-de-bico, a expiação são as passas e o arrependimento é o açúcar mascavo. Misture bem todos esses ingredientes com a manteiga clarificada (ghee) da virtude. Essa é a oferenda que você deve fazer para a sua divindade escolhida, não as coisas insignificantes que você prepara com artigos obtidos com poucas moedas nas lojas! As gopis (devotas de Krishna) conheciam esta passagem secreta para o coração do Senhor e é por isso que elas se tornaram conscientes Dele rapidamente.” (Discurso Divino, 6 de setembro de 1963)

Sathya Sai Baba

15 de maio de 2019

“O Senhor nunca pronuncia uma palavra sem relevância ou sem significado. Ele nunca faz qualquer coisa inadequada ou sem propósito. O pequeno menino Dhruva foi para a floresta fazer penitência e pedir uma benção ao Senhor, para que seu pai o tratasse tão amorosamente quanto tratava seu meio-irmão. Sabe o que aconteceu? Conforme ele progrediu em sua prática espiritual, esse desejo foi esquecido, e outros mais elevados ocuparam seu lugar. Uma vez que o Senhor entre em sua mente, Ele eliminará todo mal que houver nela. Deus (Rama) e desejo (kama) jamais podem coexistir. Deus e luxúria nunca estarão juntos. Como então as Gopis poderiam ter qualquer consciência do corpo, enquanto adoravam o jovem rapaz Krishna? Até mesmo os desejos mundanos serão transmutados e elevados a esferas superiores de pureza quando a pessoa se aproximar do Senhor. Saiba que nada contrário ao dharma poderá suportar a presença do Senhor.” (Discurso Divino, 6 de setembro de 1963)

Sathya Sai Baba

16 de maio de 2019

“Já que islam significa render-se a Deus, quem vive em paz e harmonia na sociedade, em um espírito de entrega e dedicação, realmente falando, pertence ao islamismo. O islamismo insiste na coerência total entre pensamento, palavra e ação. Santos e sábios muçulmanos têm enfatizado que devemos investigar a validade do ‘eu’ que sente que é o corpo e do ‘eu’ que sente que é a mente. Com isso, chegamos à conclusão de que o ‘eu’ real é o Ser, que anseia pelo Ser onipresente: Deus. Jejum e orações durante o mês de Ramadan são especialmente projetados para despertar e manifestar essa percepção. Reflita sobre qualquer religião, seja ela qual for, e você descobrirá que ela enfatiza a unidade, a harmonia e a equanimidade. Portanto, todos vocês devem cultivar amor, tolerância e compaixão e demonstrar esses princípios universais em todas as suas atividades diárias, todos os dias. Essa é a mensagem que Eu dou a vocês hoje, com Minhas Bênçãos.” (Discurso Divino, 12 de julho de 1983)

Sathya Sai Baba

17 de maio de 2019

“Quando você alimenta a vaca com papa fermentada, para que ela produza mais leite, o leite exala um odor desagradável. Quando alguém se ocupa demais com as ninharias do mundo, sua conduta e caráter se tornam desagradáveis. É realmente trágico testemunhar a queda do filho da imortalidade, lutando em desespero e aflição. Se apenas cada um examinasse estas questões: ‘Quais são as minhas qualificações? Qual é a minha posição?’, as pessoas perceberiam sua queda. Por acaso um tigre, mesmo faminto, comerá pipoca ou amendoim? Aponte para o objetivo que sua linhagem lhe dá direito. Como pode um papagaio saborear a doçura da manga, se bicar no fruto do pé de algodão? Deixe seus esforços se alinharem com a dignidade. O objetivo se aproximará de você mais rápido que o ritmo com o qual você está se aproximando dele. Deus está tão empenhado em salvar você quanto você está em ser salvo. Ele é cheio de amor e compaixão para com todos os que buscam.” (Discurso Divino, 7 de setembro de 1966)

Sathya Sai Baba

18 de maio de 2019

“Encarnações do Amor! O festival da Lua Cheia de Buda (Buddha Purnima) é celebrado para nos lembrar de que o amor (prema) é o caminho para a plenitude (purnam). Não é suficiente ser feliz apenas no Buddha Purnima. Você deve ser capaz de vivenciar a bem-aventurança o tempo todo e poderá fazer isso ao seguir os ensinamentos de Buda. Os ensinamentos do Senhor Buda são elevados, sublimes e sagrados. Seu ensinamento mais importante é: a não violência é o maior de todos os dharmas (Ahimsa paramo dharmah). O Senhor Buda foi uma alma nobre. Ele viajou por toda a terra, aconselhando as pessoas a seguir o caminho do amor divino. Buda não gostava de pompa, exibição e bajulação. Ele era simples, sempre calmo, puro, humilde e sempre cheio de amor e compaixão. Não dê apenas discursos sobre Buda, pois é muito mais importante traduzir Seus ensinamentos em prática. Essa é também a forma correta de demonstrar respeito e reverência por Buda. Decida hoje a praticar, sinceramente, os ensinamentos de Buda para o seu próprio bem-estar.” (Discurso Divino, 21 de maio de 2000)

Sathya Sai Baba

19 de maio de 2019

“Personificações do Amor! Vocês devem ter ouvido o famoso cântico budista: ‘Buddham saranam gacchami. Dharmam saranam gacchami. Sangham saranam gacchami.’ O que ele significa? Essas três máximas significam que, em primeiro lugar, é preciso aperfeiçoar o intelecto e a capacidade de discernimento espiritual. Em seguida, tal inteligência deve ser utilizada para servir à sociedade. Em terceiro lugar, o serviço deve ser baseado no dharma ou retidão. Se esses três passos forem seguidos, vocês terão uma vida feliz. Nunca prejudiquem qualquer criatura viva, de forma alguma. Servir sempre, ferir jamais: essa é a essência do ensinamento de Buda. Quanto mais vocês amarem seus semelhantes, maior será a bem-aventurança que vocês desfrutarão. Quanto mais amarem os outros, mais felizes serão. Portanto, se vocês desejam estar constantemente felizes, devem sempre amar a todos. O amor é o nobre caminho para Deus. O melhor caminho para Deus é amar a todos e servir a todos. Essa é a importante lição que Buda ensinou à humanidade.” (Discurso Divino, 21 de maio de 2000)

Sathya Sai Baba

20 de maio de 2019

“Todos se vestem bem antes de sair porque querem ser respeitados. Enquanto nos preocupamos tanto com o estado de nossa casa ou roupa, o coração – no qual o Divino reside – está totalmente poluído. Está cheio de pensamentos indecorosos e fantasias impuras! O que vocês estão fazendo é esconder seus pensamentos, fingindo ser impecáveis e estar bem vestidos. De que serve essa conduta? Qual é a utilidade em se atribuir importância à aparência externa do corpo e valorizar o respeito mostrado a ele? Aquele que se importa apenas com o corpo e ignora o estado de sua mente é um animal de duas pernas. Examinem honestamente o estado impuro de suas mentes e reflitam sobre a vida dupla que vocês estão levando. Isso os ajudará a se livrar de seus maus pensamentos rapidamente!” (Discurso Divino, 20 de maio de 1984)

Sathya Sai Baba

21 de maio de 2019

“As lições espirituais devem penetrar em seu sangue e se espalhar por toda parte. Para lembrar isso, Deus tem um nome especial: Raso-vai-saha. Isso significa que, em todo corpo humano, Deus está presente como a Essência Divina. Essa essência divina permeia todo o corpo e está em todos os membros e órgãos. Por isso, Deus tem outro nome: Angirasa (angam – membro; rasa – essência). Angirasa significa ‘Aquele que penetra em todos os membros, encharcando-os com o Seu poder e essência divina’. Assim, Deus está dentro de você como Angirasa! Você acredita que cuida de si mesmo e se protege. Não! Quem você pensa que o protege quando você está dormindo e não tem ideia do que está acontecendo ao seu redor? É Deus quem realmente o protege sempre! Na verdade, Ele cuida de você em todos os momentos. Dificuldades obrigatoriamente virão, mas também desaparecerão, como nuvens passageiras.” (Discurso Divino, 21 de maio de 2000)

Sathya Sai Baba

22 de maio de 2019

“O amor puro é como uma estrada bem-pavimentada, de mão única, sem controladores de velocidade. Você pode correr para Deus ao longo dela, na velocidade que quiser. Os rios também ilustram esse princípio. Todos os rios descem correndo as montanhas. Eles fluem rápida e abruptamente para algum lugar. Para onde? Para o oceano. No processo, eles passam por aglomerados de pedras e rochas, habilmente evitando os obstáculos no caminho. Eles nunca param e continuam se deslocando todo o tempo, em direção à meta. A vida deve ser um rio correndo em direção ao oceano chamado Deus. O fluxo nunca deve parar ou vacilar. Superando todos os obstáculos, você deve continuar correndo em direção a Deus. Essa deve ser a característica da sua jornada espiritual. Seja obstinado, resoluto, determinado e sincero. Não deve haver espaço algum para desespero, depressão ou fraqueza de qualquer tipo. Corrija sua visão e escuta, examine seus pensamentos e sentimentos e garanta que suas ações sejam nobres e boas. Então, você não experimentará nada além de bem-aventurança.” (Discurso Divino, 21 de maio de 2000)

Sathya Sai Baba

23 de maio de 2019

“Personificações do Amor! Vocês não precisam sair à procura de Deus. Ele virá em busca de vocês. Deus não reside em templos, mesquitas e igrejas. Essas são estruturas construídas pelo homem. Deus reside em um templo que Ele construiu para Si mesmo, que é o corpo humano. O corpo humano é um templo vivo, móvel e que fala. Nenhum local de adoração feito pelo homem pode se igualar a esse templo construído por Deus em poder e santidade. Esse templo não foi construído com tijolo e argamassa. Nenhum arquiteto o projetou e nenhum engenheiro o construiu. Esse templo passou a existir em razão da vontade de Deus. Vocês devem tratar seus corpos como uma preciosa dádiva de Deus e salvaguardar essa dádiva sagrada. Obedeçam às diretrizes de Deus e engajem-se apenas em ações sagradas. Cultivem o amor desinteressado e o compartilhem, o máximo que puderem. Então, vocês experimentarão a doce fragrância da Divindade (Princípio Átmico).” (Discurso Divino, 21 de maio de 2000)

Sathya Sai Baba

24 de maio de 2019

“Dirigir um carro, moldar um vaso de argila, tecer um desenho ou capinar um pedaço de terra: todos esses trabalhos requerem atenção unidirecional. Caminhar pela estrada da vida cheia de buracos e elevações, conversar com os semelhantes de temperamentos diversos: tudo isso também requer concentração. Os sentidos precisam ser dominados para que não distraiam ou perturbem. A mente não deve vagar sem rumo e as emoções não devem interferir nos objetivos almejados. Esse é o caminho para ter sucesso na concentração. Yoga é a suspensão de todas as agitações no lago da mente (chitta vritti nirodha). Nada deve causar uma onda de emoção ou paixão na superfície calma, isto é, nas profundezas silenciosas da consciência de uma pessoa. Esse estado de equanimidade é a marca registrada da sabedoria espiritual (jñana). A disciplina espiritual (sadhana) é o medicamento e a investigação (vichara) é a dieta que irá curar o homem de toda instabilidade e agitação.” (Discurso Divino, 22 de janeiro de 1967)

Sathya Sai Baba

25 de maio de 2019

“Por quanto tempo você pode permanecer na mesma série escolar? Você não deseja ser promovido para a série superior? Em devoção (bhakti), existem duas categorias: devoção comum (sahaja bhakti) e devoção especial (vishesha bhakti). Sahaja bhakti fica satisfeita com adoração, canto em grupo, lembrança do Senhor, austeridades, rituais de adoração, peregrinação, etc. (bhajan, namasmarana, puja e vrata). Vishesha bhakti anseia pela pureza de caráter, supressão dos impulsos, prática da compaixão (daya), do amor (prema), da paz (shanti) e da não violência (ahimsa), e pela indagação existencialista sobre o ser humano. É uma pena que as pessoas fiquem na mesma série ano após ano. Há também outra série superior chamada para bhakti: devoção que transcende tudo que é mundano. A inteligência pode corrigir e resolver problemas externos. No entanto, somente a concentração na disciplina espiritual (sadhana) pode corrigir e resolver a crise interna.” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 1967)

Sathya Sai Baba

26 de maio de 2019

“Apegue-se a Deus. Sinta a Sua presença e se regozije na Sua glória. Não Lhe cause ‘decepção’ ou ‘aflição’ por qualquer ato ou palavra que Ele desaprove. Não Lhe dê o menor ‘incômodo’ ou ‘preocupação’. Ele não os tem, mas se você O ama profundamente, ficará preocupado com Ele, por ser seu Senhor e Amor. Jatayu teve um fluxo incessante de pensamentos sobre Rama e foi recompensado por Ele. Rama esteve com ele em seus últimos momentos e Ele próprio realizou seus últimos rituais, uma tarefa que não fez, diretamente, nem mesmo para o Seu pai! Deus irá servir você. Ele o salvará e estará ao seu lado sempre. Você, por si só, deve desenvolver seu caráter e polir seu interior, para que Deus possa estar refletido nele. Somente a doçura é a oferenda de que Deus gosta. Que Sua Vontade seja feita. Essa deve ser sua diretriz!” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 1967)

Sathya Sai Baba

27 de maio de 2019

“Certa vez, um sábio mantinha um gato em seu eremitério. Sempre que ele realizava homa (doação de oferendas, no fogo consagrado, aos deuses), o gato brincava com o fogo e lhe dava muitos problemas. Então, antecipadamente, ele pegava o gato e o mantinha sob uma cesta emborcada, durante o período de homa. Seu filho, que assistiu a esse ritual durante anos, achou que a captura e aprisionamento do gato eram partes vitais do próprio ritual. Por isso, ele se dava ao trabalho de procurar um gato antes de qualquer homa e se sentia feliz quando conseguia um, que pudesse manter sob uma cesta emborcada, na mesma sala. Esse é um exemplo de repetição mecânica sem sentido. Esforço espiritual não deve se tornar uma repetição mecânica de fórmulas estabelecidas ou realização de formalidades rígidas! Lembrem-se, seus esforços espirituais devem servir para atrair a graça de Deus para vocês mesmos. Suas práticas espirituais devem ser acompanhadas por uma oração sincera proveniente do coração!” (Discurso Divino, 14 de janeiro de 1967)

Sathya Sai Baba

28 de maio de 2019

“Um iniciante deve começar com a meditação sobre a Divindade com atributos (Saguna Brahman) e deve observar todas as restrições. Uma pessoa deve ser regular e pontual com sua disciplina espiritual (sadhana). Uma pequena muda de planta deve ser protegida dos animais. Uma cerca deve ser colocada em volta dela, até que cresça e se transforme em uma grande árvore. A cerca se torna desnecessária depois que a planta se transforma em uma enorme árvore. Da mesma forma, regras e regulamentos são necessários para iniciantes no sadhana. Um aspirante espiritual avançado não depende de elementos externos. Tal pessoa pode entrar em transe à vontade. A meditação se torna espontânea e habitual. Meditação (dhyana) deve ser diferenciada de mera concentração (dharana). O primeiro estágio da concentração deve ser seguido de contemplação e absorção. Essa absorção leva à meditação. Dhyana não é o monopólio de religião alguma em particular. É um programa universal e pragmático para obter o conhecimento que proporciona a união com a Divindade.” (Chuvas de Verão, capítulo 18, 1979)

Sathya Sai Baba

29 de maio de 2019

“Pense em um carro. Um carro tem alguns faróis. Existem lâmpadas nos faróis. Por causa da lâmpada, você recebe a luz. É a lâmpada que gera a luz? Não! É a energia elétrica, que passa através da lâmpada e produz luz. Nós também ouvimos a buzina, que não funciona por conta própria. A buzina emite o som com base na energia elétrica. Os pneus estão se movendo, mas não podem se mover sozinhos. É a força do motor que move os pneus. O corpo é como um carro. Os olhos são as lâmpadas e nossa boca é como a buzina. As pernas são os pneus e a mente é o motor. O intelecto é o botão de ignição. O poder divino é a energia elétrica. Sem o poder divino, o corpo não pode se mover. O poder divino é a coisa mais importante. O corpo, a mente, os sentidos e o intelecto são apenas instrumentos.” (Discurso Divino, 1 de janeiro de 1967)

Sathya Sai Baba

30 de maio de 2019

“A autoconfiança é muito importante. Este é o alicerce sobre o qual você deve erguer as paredes do autossacrifício. Portanto, antes de mais nada, você deve estabelecer a base da autoconfiança e construir a mansão da satisfação pessoal e do autossacrifício. Então, finalmente, você alcançará a autorrealização. No entanto, as pessoas não possuem tal autoconfiança inabalável. Por qual razão? Porque suas mentes estão perdidas em desejos sujos, mundanos e inúteis. Quanto tempo as coisas mundanas podem durar? Elas vêm e vão como nuvens passageiras. Hoje, os estudantes são treinados com base em uma educação que promove desejos. Junto com essa educação, você deve promover valores humanos. Valores humanos não são algo que você precisa adquirir de novo. Eles nascem com você e são inatos em você. Por estarem escondidos internamente, você não tem consciência deles. Quando o cofre do coração é aberto com a chave do amor, as valiosas qualidades dos valores humanos emergem.” (Divino Discurso, 26 de setembro de 2000)

Sathya Sai Baba

31 de maio de 2019

“Você pode ter uma foto de Sai Baba diante de você ou uma imagem em metal ou uma estátua de pedra. No entanto, se você tiver fé que Ele está vivo e presente nesses objetos, que está em seu coração e nos corações de todos os seres, então você obterá o êxtase do conhecimento de que Ele é onipresente, onisciente e onipotente. O Divino é um vinho, que embriaga e é produzido do néctar de que o nome do Senhor está saturado. Experimente-o e você esquecerá de todo o resto. Você se transformará. Ramakrishna costumava chorar em agonia pela perda de mais um dia, sem a visão da Mãe Divina. Tenha esse anseio. Perceba esse senso de urgência. Procure ter conhecimento agora, anseie por esse êxtase neste momento. Não adie, nem gaste tempo discutindo outros assuntos.” (Divino Discurso, 4 de fevereiro de 1973)

Sathya Sai Baba

© © 2016-2019 Organização Internacional Sathya Sai do Brasil. Todos os direitos reservados.