Pensamento para o dia - março 2021

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01 março de 2021

As faíscas que saltam da chama do fogo vão para longe e logo se tornam cinzas ou poeira escura. Claro, todos são fundamentalmente Atma, mas, afastando-se da consciência dessa Realidade, a pessoa se reduz em cinzas ou poeira escura. Quando seus pensamentos giram em torno de seu desejo de alcançar Prashanti (Paz Suprema), quando suas ações são dirigidas pelo regime estabelecido para alcançá-la, quando suas palavras são suaves, doces e encharcadas em Amor, você pode, sem falta, desfrutar do calor deste Fogo. Muitas vezes, quando você observa a variedade de colinas ao redor de Prashanti Nilayam, você pode ver, especialmente no verão, raios de luz rastejando rapidamente sobre o topo. Isso é devido à vegetação que está pegando fogo. Você pode ver a luz de longe, mas você não pode se aquecer com o calor. Então, também, você só vê Sai Baba; você não recebe a graça que Ele está pronto para conceder. A razão é - você não dedica todos os seus pensamentos, palavras e atos a Swami!  (Discurso Divino, maio de 1981)
"Corações ternos, pensamentos sagrados, discurso amoroso – estes invocam o divino para se manifestar em consciência. " 

 

Sri Sathya Sai Baba

 

02 março de 2021

Enquanto houver o sentimento de raiva e ego em nossos corações, não seremos capazes de nos sentirmos bem em nossa vida e nos sentiremos doentes em nossa mente. Aquele que está possuído pela raiva será odiado pelas pessoas porque ele vai cometer uma série de más ações. A raiva leva a muitos grandes pecados. Por isso, devemos nos esforçar para controlar essa emoção da raiva. Se pretendemos alcançar a realidade transcendental e a Divindade, devemos decidir trazer sob controle essa grande emoção da raiva. A raiva é causada pela fraqueza. Não é a fraqueza do corpo, mas da mente. Para dar força à nossa mente e remover a fraqueza de nossa mente, é necessário preenchê-la com bons pensamentos, bons sentimentos e boas ideias. A raiva é o maior inimigo de uma pessoa e a calma é a sua proteção. A alegria de uma pessoa é o seu paraíso e a tristeza é o seu inferno. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan, 1972)

“Amor é abnegação.”

Sri Sathya Sai Baba

03 março de 2021

Muitos alunos rezam: "Se eu passar com distinção, vou quebrar cinco cocos aos Seus pés." Isso significa que Deus não tem cocos à Sua disposição? Todos os objetos que oferecemos, como folhas, flores, água, etc, têm um significado alegórico. A palavra narikela significa coco. Todo indiano deve compreender o significado interior de oferecer um coco a Deus. Nós nunca oferecemos o coco como ele é. Removemos a fibra que o reveste e oferecemos a fruta que está livre de toda a fibra externa. Só então é possível quebrar o coco. Ao quebrar o coco, a água dele flui para fora. O coração é o coco e está coberto pela fibra do desejo. A água que flui para fora é o samskara ou purificação. As fibras na superfície são os desejos. Devemos retirar do coração todos os desejos e oferecer o núcleo sem a fibra. Ele se torna, então, uma oferenda a Deus. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan, 1972)

"As pessoas fazem todo tipo de oferendas a Deus.

Mas a maior de todas é oferecer a si mesmo."

Sri Sathya Sai Baba

04 março de 2021

Oferecemos a Deus tantas coisas, porque isso nos dá prazer. Oferecemos flores não porque Deus não tenha flores, mas porque isso nos faz felizes. A palavra 'folha' não se refere a tulasi ou qualquer outra folha. Nosso corpo é a folha que é oferecida a Deus. Porque este corpo está cheio de três gunas, nós o consideramos como uma folha e o oferecemos a Deus. A palavra pushpa significa a flor do coração. As flores de que falamos no contexto de Deus não se referem às flores terrenas que murcham. Da mesma forma, a palavra "fruto" é o fruto da mente. Significa que devemos fazer nossas ações sem esperar qualquer recompensa; e, se a ação é feita nesse espírito, torna-se um sacrifício sagrado. A água não se refere àquela que sai das torneiras. Refere-se às lágrimas de alegria que brotam das profundezas do seu coração. Você não deve oferecer folhas recolhidas de árvores ou flores de plantas no jardim ou água retirada do poço ou frutas arranjadas em qualquer outro lugar; mas, você deve oferecer tudo isso a Deus, tirado da árvore do seu corpo, que é sagrado. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan,1972)

Sri Sathya Sai Baba

05 março de 2021

Lembre-se sempre que é fácil fazer o que é agradável; mas é difícil estar envolvido no que é benéfico. Nem tudo o que é agradável é proveitoso. O sucesso chega àqueles que desistem do caminho repleto de rosas e enfrentam os golpes de martelo e golpes de espada do caminho repleto de perigo. Na verdade, nenhuma estrada está repleta de pétalas de rosas. A vida é um campo de batalha, um Dharmakshetra, onde deveres e desejos estão sempre em conflito. Sufoque os vapores ardentes de desejo, ódio e raiva que se erguem em seus corações; é pura covardia ceder a esses inimigos que transformam vocês em bestas. Quando os obstáculos vierem, encontre-os com coragem. Eles endurecem você, tornam você firme. A melhor maneira de se livrar da fraqueza é atacar a própria raiz mestra da árvore - a noção equivocada de que você é o corpo, com esse nome e esta forma, esses sentidos, essa inteligência e essa mente. Estas são apenas as bagagens que você carrega. (Discurso Divino, 20 de fevereiro de 1965)

Sri Sathya Sai Baba

06 março de 2021

Os sábios costumavam executar yagnas e yagas para ganhar domínio sobre seus sentidos. A verdadeira natureza e significado de um yagna é a superação de todas as nossas tendências malignas e jogá-las no fogo do sacrifício. Isso é descrito como bhutabali. A palavra bhutabali foi mal interpretada e algumas pessoas pensam que significa sacrifício animal e isso deu origem a práticas malignas. Este não é o modo certo. Bali significa imposto. Hoje estamos pagando impostos sobre nossa propriedade, sobre nossas casas e sobre nossa renda. Porém, a intenção de cobrar impostos nos velhos tempos era diferente da intenção de tributar hoje. Hoje os impostos são frequentemente recolhidos, mas desviados pelas pessoas no poder. Os impostos dos velhos tempos eram usados para melhorar ainda mais e aumentar o bem-estar das pessoas. Onde não havia abastecimento de água, eles costumavam fornecer água; onde não havia estradas, eles costumavam construir estradas. Sacrificando todas as nossas tendências malignas a Deus, somos abençoados com o que o homem precisa muito neste mundo, bem como com o que está além do homem. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan, 1972)

Sri Sathya Sai Baba

07 março de 2021

Não é assim que você diz: "meu nariz, minha mente, minha mão, minha razão", do mesmo jeito como você diz: "meu livro, meu guarda-chuva?" Quem é esse "eu" que chama tudo isso de "meu"? Esse é o verdadeiro ‘você’. Estava lá quando você nasceu, quando você estava dormindo esquecido de tudo, esquecido até mesmo de seu corpo com todos os seus equipamentos, internos e externos. Aquele 'Eu' não pode ser prejudicado; não muda, não conhece morte nem nascimento. Aprenda a disciplina que o conscientiza sobre esta Verdade e você será sempre livre e ousado. Todos os homens têm que alcançar o objetivo, viajando pelo caminho da sabedoria. Esse conhecimento vem assim que vocês olham para si mesmos e analisam sua própria experiência. Mas, para obter o desejo por essa análise, vocês têm que se educar para essa atitude. Desenvolver bons hábitos, evitar os ruins, misturar-se na companhia dos piedosos, serem ativos em boas ações, servir aqueles em aflição – tudo isso são os passos que o levarão ao glorioso caminho do Autoconhecimento. (Discurso Divino, 20 de fevereiro de 1965)

Sri Sathya Sai Baba

08 março de 2021

Toda pessoa se considerava o filho da imortalidade. A remoção da imoralidade é o caminho para alcançar a imortalidade. Injustiça, atos impróprios e iniquidade são fraquezas que devem ser abandonadas. O controle dos sentidos nos ajuda a nos livrarmos de todas as tendências malignas. Quando sua mente estiver perturbada por pensamentos ruins, tente sentar-se em algum lugar e pense em Deus, então você estará feliz. Vários grandes santos ensinaram o caminho para adquirir controle sobre seus sentidos. Eles costumavam oferecer a Deus todas as tendências que surgem dos sentidos. Eles costumavam dedicar todas as suas ações a Deus porque podiam desviar seus sentidos no canal certo. Seus sentidos não eram tocados por tentações de pecados. Quando você faz qualquer ação apenas para agradar a Deus, nenhum resultado maligno fluirá nem causará qualquer sofrimento. O que é oferecido a Deus está totalmente livre de todos os defeitos e imperfeições. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan, 1972)

Sri Sathya Sai Baba

09 março de 2021

Devemos acreditar que Deus é o morador do coração e devemos seguir o ensinamento que vem do coração e adotar bons métodos para seguir tal ensinamento. Nossos antepassados nos deram os caminhos sagrados do yoga (práticas espirituais) e de meditação para superar os males e ganhar controle sobre nossos sentidos. Para controlar a raiva e o ódio, os sábios antigos deixaram suas aldeias e foram para a floresta. Hoje não é necessário se retirar para a floresta para se livrar da raiva e do ódio. A virtude não pode ser praticada no vazio. Se você vive em uma atmosfera de raiva e é capaz de controlá-la, então isso é uma conquista meritória. Mas, se você vive em uma floresta onde não há espaço para raiva e diz que você controlou sua raiva, isso não é significativo. Você deve, portanto, permanecer no ambiente do mundo, onde há amplo espaço para o aumento das emoções de raiva e ódio, e então aprender a controlá-las. Essa será uma conquista meritória. (Cap. 17, Chuvas de Verão em Brindavan, 1972)

Sri Sathya Sai Baba

10 março de 2021

O Shivaratri torna as pessoas cientes de que a mesma Divindade permeia tudo e é encontrada em todos os lugares. Em nossas experiências diárias, há uma série de casos que revelam a existência da Divindade em cada pessoa. Considere um cinema; na tela, vemos rios em inundação, engolindo todas as terras circundantes. Mesmo que a cena esteja cheia de águas inundadas, a tela não se molha nem mesmo por uma gota de água. Em outro momento, na mesma tela vemos vulcões em erupção com línguas de fogo, mas a tela não é queimada. A tela que fornece a base para todas essas imagens não é afetada por nenhuma delas. Da mesma forma na vida do homem, o bom ou o ruim, alegria ou tristeza, nascimento ou morte, virão e irão embora, mas nada disso afeta o Atma! No cinema da vida, a tela é o Atma; É Shiva, é Shankara, é Divindade. Quando alguém entende esse princípio, será capaz de entender, desfrutar e encontrar realização na vida! (Discurso Divino, 17 de fevereiro de 1985)

Sri Sathya Sai Baba

11 março de 2021

Hoje é o Shivaratri. É uma Noite auspiciosa porque pode-se fazer a mente ser desligada de seu controle, dedicando a noite à oração. De acordo com as escrituras, a Lua é a deidade que preside a mente. O Shivaratri é prescrito para a décima-quarta noite da metade escura do mês, na noite anterior à Lua Nova, quando a Lua sofre um apagão total. A Lua e a mente que ela governa são drasticamente reduzidas a cada mês, nesta noite. Quando essa noite é dedicada à vigilante adoração a Deus, o remanescente da mente instável é superado e a vitória garantida. O Shivaratri deste mês é mais santo que o resto e, assim, é chamado Mahashivaratri. Com fé firme e um coração purificado, a noite deve ser passada glorificando a Deus. Nenhum momento deve ser desperdiçado em outros pensamentos. O tempo foge rápido. Como um bloco de gelo, ele derrete logo e flui para longe; como a água guardada em um pote rachado, ele desaparece gota a gota. O tempo alocado para a vida de alguém passa muito depressa e o período curto de tempo termina em algum momento, de alguma forma. Então, fiquem vigilantes. Fiquem prevenidos. Fiquem alertas e atentos. Busquem o abrigo do Senhor e transformem cada momento em uma celebração sagrada. (Discurso Divino, 26 de fevereiro de 1987).

Sri Sathya Sai Baba

12 março de 2021

Este mundo é uma combinação de tempo (kala), ação (karma) e causa (karana). Toda ação tem uma reação. Quando seu dedo é cortado com uma faca, o sangue escorre imediatamente. Aqui, a reação é instantânea. Não há nenhum intervalo de tempo. Por outro lado, a comida que comemos leva pelo menos duas horas para ser digerida. Pegue o caso de uma semente. Uma semente semeada hoje leva de três a quatro dias para brotar. Aqui, o intervalo de tempo entre ação e a reação é ligeiramente maior em relação aos exemplos anteriores. No outro extremo, temos um caso em que leva anos para uma muda crescer e se tornar uma árvore gigantesca e produzir frutos. Assim, o intervalo de tempo entre ação e reação pode variar dependendo da natureza da ação. É impossível dizer quando, como e onde alguém enfrentará as consequências de sua ação. Mas saiba, com certeza, que ninguém pode escapar das consequências de seus atos. (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

13 março de 2021

Por que se deve orar, meditar, contemplar Deus ou se envolver em boas ações quando se está, de qualquer maneira, obrigado a enfrentar as consequências de suas ações? Você pode não ser capaz de ver a transformação que acontece dentro de você por suas boas ações e oração. Você pode até mesmo não ser capaz de visualizá-la com sua mente. No entanto, essa transformação em você certamente atrairá a graça de Deus. Tome o exemplo de um frasco de pílulas. Você pode observar a data de validade mencionada no frasco como o ano de 1994. Você também pode encontrar o frasco e seu conteúdo intactos mesmo no ano de 1999. Mas isso não significa que as pílulas serão eficazes se usadas hoje. As pílulas podem estar lá, mas perdem sua eficácia após a data de expiração da validade. Da mesma forma, as consequências das ações de uma pessoa são inevitáveis, sejam elas boas ou ruins, mas a graça divina deixará seus efeitos caducarem! (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

14 março de 2021

Vinatha e Kadru, duas esposas do Sábio Kashyap, enquanto jogavam um jogo, entraram em uma competição. Os termos da competição eram que a perdedora e seu filho iriam servir a vencedora e seu filho para o resto de suas vidas. Kadru saiu vitoriosa. De acordo com os termos da competição, Vinatha e seu filho Garuda passaram a servir Kadru e seu filho. Um dia, Kadru disse a Vinatha: "Você é como minha irmã. Eu vou libertá-la, se você adquirir amritha-bhanda (o vaso de néctar) do céu." Incapaz de suportar os sofrimentos de sua mãe, Garuda empreendeu esta tremenda tarefa e trouxe amritha-bhanda do céu, libertando a si mesmo e sua mãe da escravidão. Satisfeito com a devoção de Garuda, o Senhor Vishnu concedeu Sua graça tornando-o Seu veículo! Qual foi a razão por trás do fato de Garuda se tornar o veículo do Senhor Vishnu? Foi a nobre determinação de Garuda (sat-sankalpa) que lhe rendeu proximidade com o Divino! (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999)

Sri Sathya Sai Baba

15 março de 2021

Axiomas como "Trabalho é Adoração" e "Dever é Deus" não são de origem moderna. Estes eram ensinamentos de nossos antigos videntes, embora eles usassem termos diferentes. Considerem todas as atividades como uma oferenda a Deus e toda a obra como obra de Deus. Assim como duas asas são essenciais para um pássaro voar alto no céu e duas rodas para uma bicicleta se mover, prema (amor) e seva (serviço) são essenciais para o homem chegar ao seu destino. Nenhum benefício resulta em prestar serviço desprovido de amor. Não esperem nenhum retorno por seus atos de serviço. A satisfação que vocês obtêm da prestação de serviço é em si uma recompensa. Personificações do Amor! Primeiro, desenvolvam a fé em si mesmos. Onde há fé, há amor. Onde há amor, há paz. Onde há paz, há verdade. Onde há verdade, há Deus. Onde há Deus, há bem-aventurança. A verdadeira devoção reside em ter fé e alcançar a bem-aventurança! (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999)

Sri Sathya Sai Baba

16 março de 2021

Há inúmeros exemplos de Deus vindo para socorrer Seus devotos em tempos de necessidade. SantKabir era um tecelão por profissão. Um dia ele ficou gravemente doente e não podia executar suas obrigações. O todo-misericordioso Senhor, na forma de Kabir, teceu fios e, assim, veio em seu socorro. Da mesma forma, Deus veio na forma de um ceramista e ajudou Gora Kumbhar quando ele estava em aflição fazendo Ele mesmo os potes. Sakkubai, uma devota fervorosa do Senhor Panduranga, continuamente entoava o nome do Senhor. Um dia, ela não pôde realizar suas tarefas diárias, já que estava com uma febre alta. Mesmo nestas circunstâncias, seu marido e sua sogra não permitiram que ela descansasse. Nesta conjuntura, o Senhor Panduranga assumiu a forma de Sakkubai e cumpriu todos os deveres dela. É realmente difícil entender como, quando e onde Deus viria para socorrer Seus devotos. A fé absoluta é essencial para que Deus se manifeste! (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999)

Sri Sathya Sai Baba

17 março de 2021

Muitos devotos Me pedem: "Swami, eu quero felicidade." Onde está essa felicidade? Você pode comprá-la no mercado? Alguma empresa lhe fornecerá felicidade? Não! Ela está muitíssimo em você. Você não é capaz de experimentá-la, já que não tem fé em si mesmo. Você não tem amor por Deus. O amor está dentro de você, mas você está desviando-o para o mundo, não para Deus. O amor mundano é como nuvens passageiras. Desenvolva o amor que é inabalável. Não vem nem vai, está sempre em você. Tenha fé inabalável em sua existência. Questione-se: "Eu existo?" Você recebe a resposta: "Sim, eu existo." Essa é a verdadeira fé. Isto aqui é uma flor, um lenço, uma tranca. A palavra "é" denota fé verdadeira. Tenha fé em sua existência, "Eu sou". Isso é fé verdadeira! Você não precisa investigar a natureza de Deus ou procurar por Ele. Tenha total fé Nele. (Divino Discurso, 3 de setembro de 1999)

Sri Sathya Sai Baba

18 março de 2021

Os devotos atualmente têm alguma forma da Divindade em sua mente, mas eles realizam rituais de forma mecânica sem qualquer consistência. Toda sua caridade e adoração não têm significado para o Senhor. Mostrem sua caridade e riqueza ao departamento de imposto de renda. Deus só precisa do seu amor. Não há imposto sobre o amor. Vocês podem enfrentar uma série de dificuldades ou obstáculos. O próprio Senhor pode submetê-los a teste. Vocês não devem vacilar por causa disso. Tudo é só para o seu bem. Não chorem por qualquer perda nem exultem sobre o ganho. A equanimidade da mente na perda e no ganho é o verdadeiro sadhana. Alguns se sentam em dhyana (meditação), mas suas mentes estão no mercado ou no cabeleireiro. Isso é dhyana ou japa? Sua mente deve estar imersa em Krishna. Em vez disso, está cheia de thrishna (desejos). O que é necessário é Krishna, não thrishna. Krishna irá satisfazer todos os seus thrishnas. (Divino Discurso, 3 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

19 março de 2021

O corpo deve perecer um dia ou outro. O corpo pode morrer, mas não a mente. Tal mente deve ser controlada. Isso é verdadeiramente sadhana. Você não terá nenhum problema se oferecer sua mente a Deus. A mente é muito inconstante; não fica estável nem mesmo por um minuto. Então, ela deve estar sempre engajada no trabalho. Só então ela pode ser controlada. Que trabalho você deve atribuir à mente? A mente é como um macaco louco. A menos que seja mantido ocupado, ele vai agir de acordo com seus caprichos e fantasias. A única maneira de manter um macaco ocupado é fazê-lo subir e descer num poste repetidamente! Deixe a mente ser um vigia no portão de suas narinas. Deixe-a observar o que está entrando e saindo pelas narinas. 'So' é inalado e 'Ham' é expirado. 'So' simboliza o bem (Divindade) e 'Ham' significa o que é ruim (ego). Então, a mente entenderá que a Divindade deve ser acolhida e que o ego deve ser abandonado! - Discurso Divino, 13 de setembro de 1999. 

Sri Sathya Sai Baba

20 março de 2021

Um monarca capaz terá seus ministros sob controle; ele irá direcioná-los por linhas adequadas e manter a paz e a segurança do reino. Por outro lado, um monarca que se permite ser controlado por ministros não merece o trono; ele é rejeitado e desonrado. Seu reino não tem paz nem segurança. A mente é o monarca no homem; os sentidos são os ministros. Se a mente é escrava de seus sentidos, você não terá paz. Todo aspirante espiritual que aspira alcançar a expressão e a expansão do Divino em si mesmo deve, portanto, alcançar o domínio sobre os sentidos. Esse é o primeiro passo. O próximo é a conquista da mente, sua eliminação. O terceiro é arrancar as raízes das vasanas  (tendências inatas); e o quarto, a conquista de  jñana  (sabedoria espiritual). Os ramos são os sentidos; o tronco é a mente; e as raízes são as tendências inatas. Todos os três devem ser dominados e destruídos, para que a consciência da Realidade Divina possa ser adquirida. - Discurso Divino, 6 de maio de 1983.

Sri Sathya Sai Baba

21 março de 2021

Evitem má companhia. Procurem boa companhia. Só então sua vida será redimida. Muitas vezes eu lembro aos alunos que, juntando-se à má companhia, vocês se tornam escravos. Vocês deveriam ser mestres, não escravos. Todos sabem o que aconteceu com Kaikeyi ao ouvir as palavras de Manthara. Ninguém amava Rama mais do que Kaikeyi. Porém, quando sua inteligência foi ofuscada, ela acreditou nas palavras da malvada Manthara. Para alguém com um intelecto pervertido, a verdade aparece como inverdade e vice-versa. Devido ao efeito da má companhia, a mente fica poluída. Então, logo desde tenra idade, "Tyaja durjana samsargam, bhaja sadhu samagamam, kuru punyamahoratram, smara nithyamanithyatham" (Fujam da má companhia, juntem-se à boa companhia, realizem ações corretas dia e noite, e investiguem aí o que é permanente e o que é efêmero). Não se deve desenvolver contatos desnecessários. Sua interação com os outros deve ser limitada a cortesias básicas como, "Olá, como vai você?" (Discurso Divino, 13 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

 

22 março de 2021

Dasaratha enviou Rama para a floresta por quatorze anos como consequência de sua promessa a Kaikeyi. Embora não estivesse acostumada a qualquer forma de sofrimento, Sita suportou as dificuldades da vida na floresta. Lakshmana não tinha obrigação de passar por tal provação. Por causa de sua intensa devoção a Rama, ele O seguiu como uma sombra. Ele trazia frutas, flores e raízes da floresta para servir Rama e Sita, e ele mesmo jejuava. Cada momento de sua vida ele passou a serviço de Rama. Ele colocou seu corpo e sua mente no serviço e adoração de Rama como um Sagunopasaka. Bharata pediu a Rama para retornar a Ayodhya, mas Seus esforços não tiveram sucesso, pois Rama se recusou a retornar. Então, Bharata se conformou em retornar sozinho, mas ficou fora de Ayodhya, em Nandigrama. Seu corpo estava em Nandigrama, mas a mente estava com Rama. Lakshmana adorava Rama com corpo e mente, enquanto a adoração de Bharata era puramente mental, já que sua mente estava unida a Rama. Já que a adoração de Bharata era puramente mental, ele era um Nirgunopasaka. (Discurso Divino, 3 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

 

23 março de 2021

Pode-se subjugar a mente por meio da concentração. O processo pode ser praticado entre duas direções:  A-rupa ou Sa-rupa. A-rupa significa 'desvinculado' da forma. Sente-se que não se é o autor (fazedor) ou o desfrutador; a pessoa é apenas um agente de Deus, um instrumento e, portanto, a pessoa não é afetada, bem ou mal, quando o ato resulta em bem ou mal! Não se tem identidade com a rupa (forma ou corpo). A meditação sa-rupa se perde nas dualidades de prazer e dor, lucro e perda, pois considera o nome e a forma, o corpo e suas atividades como válidos. Da mesma forma, o homem pode escolher entre dois caminhos - o Pravritti Marga (o caminho do envolvimento) ou o Nivritti Marga (o caminho do não envolvimento). Quando envolvido, o homem é confrontado com os seis inimigos internos - luxúria, raiva, ganância, apego, orgulho e ódio. Quando não envolvido, o homem é ajudado por seis amigos internos - controle dos sentidos, controle da mente, fortaleza, contentamento, fé e equanimidade. (Discurso Divino, 6 de maio de 1983).

Sri Sathya Sai Baba

24 março de 2021

A luz solar permite ao homem realizar várias ações. No entanto, o Sol não é afetado pelo que o homem faz. É apenas uma testemunha. Da mesma forma, Deus é a eterna testemunha. Ele não é afetado pelo que acontece ao redor. As nuvens, que devem sua existência ao Sol, cobrem o próprio Sol! Mas isso não diminui de forma alguma o brilho do Sol. Da mesma forma, Deus não pode perder nada se o homem, que deve sua existência a Deus, zombar Dele. O homem certamente colherá as consequências de suas ações; Deus não é afetado por eles. Assim como as nuvens se originam do Sol, da mesma forma, a mente (manas), o intelecto (buddhi) e a mente subconsciente (chitta) são formadas a partir do Eu Divino (Atma). Sua mente é responsável por todo o sofrimento e até mesmo pelo renascimento. Portanto, sua mente deve ser desviada para Deus a fim de escapar do ciclo de nascimento e morte! (Divino Discurso, 13 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

25 março de 2021

A mera entoação do nome do Senhor não é suficiente. Ofereça seu amor a Deus. O amor não é sua propriedade. Na verdade, é propriedade de Deus. Renda-se e ceda a Deus o que é Dele. Qual é a utilidade de uma vida longa sem essa oferta? Você não tem o direito de oferecer seu amor a ninguém além de Deus! Quando você oferece todo o seu amor a Deus, Ele cuidará de todas as suas necessidades. Não há nada que Ele não possa fazer neste mundo. Na cidade ou no povoado, na floresta ou no céu, no alto pico ou no fundo do oceano, Deus está em toda parte. Ele permeia o espaço e o tempo. Todos os seres são Suas formas. Perceba esta verdade, transforme-a em prática e desfrute da bem-aventurança. Esta é a verdadeira devoção. Encarnações do Amor! Hoje em dia, aonde quer que vamos, há inquietação, ego e conflitos. Você deve desenvolver amor e compartilhá-lo com todos os parentes, amigos e até mesmo inimigos. Então, tudo ficará envolto em amor! (Divino Discurso, 3 de setembro de 1999).

Sri Sathya Sai Baba

26 março de 2021

Na busca pela paz mental, você não deve se preocupar apenas com suas necessidades individuais. Além de tal busca ser um sinal de intenso egoísmo, também é fútil. É possível para um único indivíduo alcançar a paz? Se houver caos e inquietação ao seu redor, como você pode ter paz sozinho? Se não há paz no lar ou na comunidade, como você pode ter paz? Você não pode ficar indiferente ao estado do ambiente em que vive. Se você deseja alcançar a paz, você precisa cuidar para que a atmosfera ao seu redor seja propícia à paz. Isso significa que você deve cultivar o sentimento de que sua paz individual está intimamente relacionada com a paz do mundo. Foi a partir da compreensão desta verdade profunda que os antigos prescreveram a prece universal: "Samastha Loka Sukhino Bhavantu" (Que todos os mundos sejam felizes). - Divino Discurso, 10 de abril de 1986.

Sri Sathya Sai Baba

27 março de 2021

A vida humana é, sem dúvida, a mais elevada em evolução e, para dar-lhe sentido, o esforço espiritual que é puro e sagrado é essencial. Para este modo de vida, o caráter é muito importante. O caráter torna a vida imortal; ele sobrevive até à morte. Alguns dizem que conhecimento é poder, mas não é verdade. Caráter é poder. Até mesmo a aquisição de conhecimento exige bom caráter. Portanto, todos devem desejar atingir um caráter perfeito, sem qualquer traço do mal. Observe que Buda, Jesus Cristo, Shankaracharya, Vivekananda, bem como grandes sábios, santos e devotos do Senhor - todos eles são guardados como tesouros na memória das pessoas até hoje. Que qualidade os tornou memoráveis para sempre? É o caráter de cada um. Riqueza, educação e status social não valem nada sem caráter. O caráter é a fragrância da flor; dá valor e mérito. Poetas, pintores, artistas ou cientistas podem ser excelentes, cada um em seu próprio campo; entretanto, sem caráter, eles não podem ter posição na sociedade! (Prema Vahini, Cap. 1)

Sri Sathya Sai Baba

28 março de 2021

Um devoto deve considerar a mente pura como a morada do Senhor. Deve-se preencher a mente com pensamentos puros, sagrados e divinos e redimir a vida inteira. O pássaro Chataka suporta muitas provações para proteger as gotas de chuva imaculadas das nuvens. No momento em que avista uma nuvem escura no céu, ele embarca em sua aventura. A água é abundante na Terra em lagos, lagoas e rios. Mas para o pássaro Chataka essas águas poluídas não têm utilidade. Ele espera por puras gotas de chuva no mês de Karthik e não busca nenhuma outra água. É destemido diante de trovões e relâmpagos; busca apenas puras gotas de chuva caindo das nuvens, sem medo ou preocupação. Ele canta de alegria enquanto bebe as gotas de chuva. O pássaro Chataka é um exemplo de amor puro. Os verdadeiros devotos devem realizar uma penitência semelhante para reconhecer Deus. É preciso ter a mesma determinação e passar por provações semelhantes para experimentar o êxtase final. Não se deve sucumbir às artimanhas e atrações do mundo. (Discurso Divino, 12 de fevereiro de 1991)

Sri Sathya Sai Baba

29 março de 2021

Quaisquer que sejam as atividades que você fizer, o amor deve ser sua base. Não há vida (prana) sem amor. A vida sem amor é completamente inútil. O sistema educacional deve ser transformado de forma a desenvolver o princípio do amor no coração. A verdade (Sathya) e a retidão (Dharma) são os reflexos do amor (Prema). Eles dão a você a tão desejada paz suprema (Prashanti). Se o amor brotar do seu coração, é o suficiente. Isso lhe dará salvação. No Dwapara Yuga, as Gopikas disseram ao Senhor Krishna: “Senhor! Gentilmente derrame o néctar do amor em nossos corações estéreis. Semeie as sementes do amor. Que a torrente de amor flua de nossos corações!”. Elas oraram sinceramente a Krishna para preencher os anseios de seus corações. Para que o mundo prospere, a chuva de amor deve cair sobre todos os corações! (Discurso Divino, 27 de janeiro de 2004).

Sri Sathya Sai Baba

30 março de 2021

Os médicos sabem que a temperatura corporal é normalmente de 36,5 graus. Se a temperatura subir para 38, eles dizem que a febre se instalou devido a algum distúrbio no corpo. Nós inspiramos e expiramos a uma taxa normal. Se houver um ligeiro aumento ou diminuição na taxa, isso indica desordem no corpo. Mudanças na pulsação ou na pressão arterial também indicam distúrbio. Portanto, você descobre que, se ultrapassar os limites, mesmo que seja um pouco, isso é perigoso ou prejudicial ao corpo. Existe um limite para que tudo funcione normalmente. Quando seus olhos veem um flash de relâmpago ou uma luz de flash enquanto tira fotos, eles fecham automaticamente porque não podem suportar uma iluminação tão alta. Os tímpanos também não toleram ouvir além de um determinado volume e fechamos os ouvidos ou colocamos algodão dentro deles. Nossa vida, portanto, é uma sociedade limitada! Da mesma forma, nossos desejos também devem ser limitados. (Discurso Divino, 19 de janeiro de 1983).

Sri Sathya Sai Baba

31 março de 2021

Em um jogo de futebol, dez jogadores de cada lado vão chutando a bola até que ela seja enviada para o gol. O objetivo da vida consiste em dois postes: secular e espiritual. Você deve cuidar para que a bola não ultrapasse os postes. Ela deve ser arremessada entre os dois postes. Você nasceu como humano com o objetivo de não nascer de novo. Você deve viver dentro das molduras de atividades seculares e espirituais. Então você alcançará a liberação. Seis qualidades ruins - luxúria, raiva, ganância, desejo, orgulho e ciúme - estão de um lado e as boas qualidades - verdade, retidão, paz, amor, não violência e sacrifício - estão do outro lado. O jogo é entre essas duas equipes. Outra lição que aprendemos com este jogo é que a bola de futebol é chutada desde que seja inflada com ar (ego). Quando ela está vazia, você a pega em suas mãos! Para levar uma vida frutífera e significativa, preste serviço à humanidade, que o levará para mais perto de Deus. (Discurso Divino, 18 de abril de 1998)

Sri Sathya Sai Baba